Ford Ranger e Ecosport Set/2020
Copagril – Compras no Site
Política

Ministério Público pede cassação dos direitos políticos do ex-prefeito de Nova Santa Rosa, Norberto Pinz, e de ex-secretária de Finanças

 

Assessoria

Ex-prefeito de Nova Santa Rosa Norberto Pinz

 

O Ministério Público do Paraná, por meio da 1ª Promotoria de Justiça de Marechal Cândido Rondon, no Oeste do Estado, ajuizou ação de improbidade administrativa contra o ex-prefeito de Nova Santa Rosa, Norberto Pinz, e contra a ex-secretária de Finanças do município, que não teve o nome divulgado, ambos da gestão 2009-2012.

DENÚNCIA

Casa do Eletricista – TORNEIRA PINGANDO

Segundo apurou a Promotoria de Justiça, em maio de 2012, poucos meses antes das eleições municipais, um servidor público de Nova Santa Rosa, por determinação dos denunciados, utilizando o carro oficial do gabinete do prefeito Norberto, transportou eleitores do município de Nova Santa Rosa para regularização de seus títulos de eleitor no Cartório Eleitoral de Marechal Cândido Rondon, sede da comarca.

A ação irregular foi registrada pelo repórter da CATVE, Juliano Bortolon, o que motivou representação feita à 1ª Promotoria de Justiça de Marechal Cândido Rondon.

CASSAÇÃO DOS DIREITOS POLÍTICOS

O Ministério Público requereu a condenação do ex-prefeito Norberto Pinz e da ex-secretária de Finanças, com base no artigo 12, inciso III, da Lei de Improbidade Administrativa (Lei 8.429/92), que prevê perda de função pública, suspensão dos direitos políticos por até cinco anos, pagamento de multa e proibição de contratar com o Poder Público ou dele receber incentivos fiscais por três anos.

Foto: O ex-prefeito de Nova Santa Rosa, Norberto Pinz (foto) e ex-secretária de Finanças, foram denunciados pelo Ministério Público do Paraná que pediu a cassação dos direitos políticos dos dois por improbidade administrativa

Fonte: Ministério Público do Paraná (www.mppr.mp.br)

TOPO