Política Novo modelo de gestão

Ratinho Júnior defende um governo mais ágil durante sabatina da Faciap

Ratinho Júnior: "Os projetos de geração de emprego e renda não podem ficar à espera de decisões burocráticas demoradas" (Foto: Divulgação)

O deputado estadual Ratinho Júnior (PSD), pré-candidato ao Governo do Paraná, acredita que o governo pode ser mais ágil e ajudar o setor empresarial a se desenvolver em maior escala e mais rápido. Durante sabatina realizada pela Faciap hoje (27) em Curitiba, ele defendeu um novo modelo de gestão e disse que o governo não pode representar uma barreira ao desenvolvimento econômico.

Além de defender mais agilidade, Ratinho Júnior disse que o próximo governo tem que criar mecanismos de incentivo de geração de emprego e renda e pode se transformar em um novo polo de e-commerce, o comércio eletrônico que já movimenta cerca de R$ 60 bilhões no Brasil.  “Os projetos de geração de emprego e renda não podem ficar à espera de decisões burocráticas demoradas. Uma licença ambiental não pode demorar dois ou três anos para ser concedida ou negada”, destacou.

Casa do Eletricista – RETOMA

Para Ratinho Júnior, o governo deve ser também o grande apoiador dos arranjos produtivos locais. “Tem que induzir o crescimento de acordo com a vocação e as potencialidades regionais”, declarou, acrescentando: “Temos condições também de ser um polo de inovação em novas áreas de crescimento econômico, como o segmento de comércio eletrônico. Em 2076, as empresas de e-commerce faturaram no Brasil cerca de R$ 60 bilhões, de acordo com os dados da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABCOMM). Os resultados mostraram que os pequenos e-commerces aumentaram suas vendas em 161% e o número de compradores ativos do e-commerce chegou a 25,5 milhões de consumidores somente no primeiro semestre do ano passado”.

Ratinho Júnior propôs a criação de um regime especial para empresas desse setor já instaladas ou que se instalarem no Paraná e movimentarem vendas para outros estados.

Para estimular o desenvolvimento em todas as regiões do Paraná, o pré-candidato disse que pretende desenvolver um programa ousado de melhoria da infraestrutura. “O modelo de parcerias público-privadas pode ser a base desse programa”, enfatizou.

 

TOPO