Política Desenvolvimento

Ratinho Junior reforça importância de criar um ambiente moderno para o turista

Junto à modernização, foi frisada a importância de alinhar a preservação do meio ambiente e do desenvolvimento econômico (Foto: Jaelson Lucas/ANPr)

Um ambiente mais moderno para receber melhor os turistas: esse é o objetivo do Governo do Paraná para o turismo, reafirmado pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior na quinta-feira (10), em Foz do Iguaçu. Junto à modernização, foi frisada a importância de alinhar a preservação do meio ambiente e do desenvolvimento econômico.

O governador participou, junto com o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, da comemoração dos 80 anos do Parque Nacional do Iguaçu e destacou o fato de a cidade ser a segunda do país mais visitada por estrangeiros. “Não é lógico ter tantas belezas naturais, como as Cataratas do Iguaçu, a Ilha do Mel, as cachoeiras de Prudentópolis e as ilhas da baía de Paranaguá e não contar com uma infraestrutura adequada para os turistas. Não faz sentido Foz não possuir um aeroporto que comporte voos internacionais ou uma rodovia com pista dupla. Esses assuntos serão prioridades para o governo”, disse.

Ratinho Junior ressaltou que todo o planejamento da infraestrutura será feito de forma a alinhar a preservação do meio ambiente e o desenvolvimento econômico do Estado, visando sempre a geração de emprego, renda e riquezas para a população. “O Parque Nacional do Iguaçu é a prova máxima de que isso é possível. Talvez não tenha um projeto de tanto sucesso como esse, que preserve a natureza e promove a economia”, afirmou.

 

Agenda conjunta

O ministro Ricardo Salles afirmou, durante a solenidade, que o Governo do Paraná tem uma proposta para a área ambiental, que receberá todo apoio da esfera federal. “Estamos criando uma agenda comum com o Paraná, cem por cento apoiada pelo presidente Jair Bolsonaro, com foco no destravamento de investimentos para o turismo, conservação e licenciamentos ambientais fundados em questões comprovadas tecnicamente, sem ideologias e explicações dogmáticas”, disse.

Salles informou que o Ministério do Meio Ambiente trabalhará em parceria com o Governo do Estado para solucionar alguns impasses, como a construção do Porto de Pontal do Paraná, que há anos vem sendo discutida. Além disso, de acordo com o ministro, o Governo Federal dará apoio em questões de melhoria da qualidade de água, repovoamento de peixes e programas de educação ambiental.

 

Nova ações

Ratinho Junior também anunciou o lançamento, nos próximos meses, de dois programas com foco no turismo, um para incentivar os paranaenses a viajarem pelo Estado e outro para trazer pessoas do mundo todo para conhecer os pontos turísticos de todas as regiões.

“O turismo será muito alavancado no meio ambiente e tudo isso vai ser utilizado como fator de desenvolvimento do Estado. Queremos mostrar que o Paraná é o que melhor cuida da natureza e o que mais cresce”, disse o secretário do Desenvolvimento Ambiental e Turismo, Márcio Nunes.

 

Parque Nacional do Iguaçu

Considerada uma das mais belas reservas ecológicas do mundo, o Parque Nacional do Iguaçu, reconhecido pela Unesco como Patrimônio Natural da Humanidade, comemora 80 anos com conquistas no âmbito turístico e ambiental e impacto na economia da região. A população de onça-pintada, animal símbolo do parque, por exemplo, cresceu cerca de 70% nos últimos anos. Já a visitação turística atingiu em 2018 sua melhor marca de todos os tempos: cerca de 1 milhão e 900 mil visitantes.

Além de abrigar as Cataratas, o Parque conserva área de Mata Atlântica com grande diversidade de flora e fauna. Vivem na unidade cerca de 350 espécies de aves, 250 de borboletas e 50 de mamíferos – algumas das quais ameaçadas de extinção, como a onça-pintada e o papagaio-de-peito-roxo.

 

Com Massa News e sites 

TOPO