Fale com a gente

Política Requerimentos e indicações

Suko pede agilidade na implantação da tecnologia 5G em Marechal Rondon

Vereador também defende criação de programa de padronização e construção de calçadas e manifesta-se contra importação de tilápias do Vietnã

Publicado

em

(Foto: Divulgação)

O vereador Cristiano Metzner (Suko) é autor de requerimento, aprovado segunda-feira (05), no qual solicita à Copel e à Unifique, empresas vencedoras do leilão da concessão do 5G da faixa de frequência 3,5 GHz da Região Sul do Brasil, que promovam a implantação da tecnologia em Marechal Cândido Rondon, uma vez que o município já está preparado em sua legislação conforme determinações da ANATEL, pela publicação da Lei Municipal 5455/2023.

“Sabemos que o Consórcio Sul, formado por estas duas empresas, foi o ganhador do leilão desta faixa de frequência para a região sul, e por este motivo o objetivo do envio deste ofício é informa-los do nosso preparo quanto a legislação municipal vigente e solicitar estudo e análise para a instalação da tecnologia 5G, uma vez que Marechal Cândido Rondon é um município pujante com população estimada em 55.836 pessoas”, destaca Suko.

Em outro requerimento, o vereador solicita à empresa Claro a instalação de uma torre de telecomunicação no distrito de Porto Mendes, pois a localidade possui apenas uma operadora de sinal de telecomunicação, gerando enormes dificuldades aos visitantes, especialmente no período de verão ou durante programações especiais.

Criação de programa municipal de padronização e construção de calçadas

Através de indicação apresentada na sessão de segunda-feira, o vereador reiterou sugestão apresentada em 2021 à administração rondonense. A intenção é que o governo municipal elabore projeto de parceria público-privada para construção e padronização dos passeios públicos (calçadas) no centro da cidade e bairros.

“O objetivo é solucionar problemas de acessibilidade e locomoção dos pedestres e cadeirantes”, justifica.

Suko lembra que a responsabilidade da execução de melhorias nos passeios públicos é de cada proprietário de imóvel ou terreno dentro do perímetro urbano do município.
“Assim, uma forma de estimular a padronização dos passeios públicos seria uma contrapartida em que o município poderia elaborar um programa de cadastro dos proprietários destes imóveis que desejam participar, ofertando o paver, pedrisco e areia, ficando sobre responsabilidade do munícipe a contratação da mão de obra para realizar a melhoria”, detalha o vereador.

Em outra indicação, Suko solicita à administração municipal que remova a fresa asfáltica e transforme a estrutura localizada ao lado do Ginásio Clarindo Bortolon em uma quadra coberta para a Escola 25 de Março, afim de ter um espaço adequado para as aulas de Educação Física.

Contra importação de tilápias do Vietnã

Suko também apresentou na sessão de segunda-feira requerimento no qual solicita aos deputados federais da região e ao Ministério da Pesca e Aquicultura que tomem providências afim de proteger a piscicultura brasileia, especialmente contra a importação de tilápias do Vietnã, conforme noticiado nas mídias nacionais.

Uma das sugestões, segundo Suko, é aumentar o imposto de importação sobre este tipo de pescado, protegendo assim o mercado interno brasileiro.

O vereador lembra que desde o ano passado os piscicultores têm apresentado grande preocupação em relação à importação deste tipo de produto, pois a cadeia produtiva da tilápia envolve milhares de empresas e piscicultores, sendo 98% de pequeno porte.

“Afim de realizar a proteção do mercado nacional, para que o mesmo continue em grande escala de desenvolvimento, valorizando assim quem produz em nosso país, sugiro a realização de estudo para taxar a importação, de modo a tornar menos atrativo o processo de importação, pois a tilápia brasileira é uma das melhores do mundo, produzida com boas práticas e segurança”, finaliza Suko.

Com assessoria

Clique aqui e participe do nosso grupo no WhatsApp

Copyright © 2017 O Presente