Fale com a gente

Silvana Nardello Nasihgil

Todo excesso esconde uma falta

Publicado

em

Essa frase carrega uma verdade gritante. Talvez precisemos observar nas entrelinhas quando nos propusemos a repetir certas atitudes… de novo, de novo e de novo.

Nos expusemos, muitas vezes, buscando fechar furos que tentamos maquiar inconscientemente. Postamos coisas nada a ver e que em nada acrescem em nossas vidas e muito menos aos observadores de plantão.

Andamos em círculos que se tornam viciosos, e buscamos com isso satisfazer a curiosidade alheia, provando a felicidade.

Nada trará equilíbrio se não buscarmos a causa desses comportamentos. As redes sociais são um agente potencializador dessas atitudes.

Aparentemente ingênuas, certas postagens deixam muito claro que atrás delas existe uma inquietude desmedida.

De um jeito auto invasivo e destrutivo, as pessoas expõem suas faltas através dos excessos, de exposição desmedida de si e da “felicidade” que querem mostrar.

Então, passa-se a não ter mais intimidade e discrição. Desnuda-se a alma além do corpo, criando com isso um terreno extremante fértil para a desconstrução ainda maior e mais intensa sobre as nossas faltas.

Assim vamos nos afastando de nós, vivendo uma fantasia daquilo que gostaríamos que fosse real. Esquecemos de lutar por dias melhores, pois estaremos distraídos com uma vida de mentiras. Tentamos ludibriar a mente e os sentimentos repetindo: eu sou feliz, está tudo bem e todo mundo precisa saber disso.

Esquecemos que não precisamos provar nada para ninguém, que não precisamos mostrar que estamos felizes o tempo inteiro, porque isso não é verdade!

A vida acontece entre coisas boas e ruins e não tem nada errado em algumas vezes nos sentirmos tristes e sem rumo.

Logo adiante tudo se ajeita, porque tudo sempre arruma um jeito de encontrar o seu lugar.

Portanto, não tenhamos medo de sermos de verdade e das nossas fragilidades.

Quem nos ama sabe que também falha e nos acolherá no coração, independente do que o mundo pensar a respeito… e está tudo certo!

Os outros? Deixe cada um cuidar da sua vida e siga o seu coração. Busque ser feliz de verdade, afinal, esse caminho é só seu. Escolha o que realmente te faz feliz… e siga.

 

Silvana Nardello Nasihgil é psicóloga clínica com formação em terapia de casal e familiar (CRP – 08/21393)

silnn.adv@gmail.com

Continue Lendo

Facebook