Geral

Chegada do tufão Fitow deixa a China em alerta máximo

Reuters

Guardas de fronteira fogem de onda gigante na costa durante a aproximação do tufão Fitow, em Wenling

A China estava em alerta máximo hoje (06) com a aproximação do tufão Fitow, que deve atingir durante a costa leste, onde dezenas de milhares de pessoas foram retiradas de suas casas. A agência meteorológica chinesa emitiu ontem (05) um alerta vermelho, o nível mais elevado na escala.

O Fitow, que avança a uma velocidade aproximada de 15 km/h, pode tocar a terra entre a província de Zhejiang e a de Fujian, acompanhado por ventos violentos e fortes chuvas. Na manhã de hoje estava a 360 quilômetros a sudeste da cidade de Wenzhou, em Zhejiang, uma província onde mais de 130 mil pessoas receberam ordem para deixar suas residências, segundo a agência estatal Xinhua.

Casa do Eletricista – RETOMA

O Centro Meteorológico Nacional pediu que as autoridades e os moradores sejam prudentes e acompanhem as instruções que serão divulgadas. O Fitow é o 23º tufão do ano. Ele já passou pelo arquipélago japonês de Okinawa e provocou leves danos materiais.

TOPO