Pref. MCR Novembro Azul.
Paraná

Beto Richa autoriza o início dos repasses de R$ 100 milhões para mil escolas

 

Orlando Kissner/ANPr
Governador Beto Richa autoriza durante reunião no Palácio Iguaçu, o início dos repasses para as escolas selecionadas para receber recursos do programa “Escola 1.000”. São R$ 100 milhões do orçamento do Estado, divididos entre 1.000 colégios estaduais de todas as regiões do Paraná

 

O governador Beto Richa autorizou nesta terça-feira (8), em solenidade com a presença dos 32 chefes de Núcleos Regionais de Educação, estudantes e diretores de escolas, o início dos repasses de recurso para as escolas selecionadas no programa Escola 1000. São R$ 100 milhões do orçamento do Estado, divididos entre mil colégios estaduais de todas as regiões do Paraná.

Esse programa é mais um exemplo de como o Governo do Estado trata a educação do Paraná. Educação é prioridade absoluta de nossa gestão, afirmou Richa. Mesmo neste momento de crise econômica, os investimentos na área são crescentes. Neste ano, 34,7% do orçamento do Estado é destinado à educação, salientou o governador.

Casa do Eletricista folha LORENZETTI

Richa destacou que o Escola 1000 complementa os diversos investimentos feitos pelo Governo do Estado na área. De 2011 até este ano já foram aplicados R$ 42 bilhões na educação. Esse montante é 23% superior ao aplicado de 2003 a 2010.

A remuneração dos profissionais também evoluiu, com acréscimo de 82% nos últimos cinco anos. Nosso governo demonstra na prática que investe e valoriza os profissionais da educação, disse Richa.

DEPÓSITOS Foram abertas contas específicas para o depósito da verba diretamente às escolas. Os depósitos começam a ser feitos nesta terça-feira e devem estar finalizados até a sexta-feira (11).

Os recursos serão utilizados de acordo com as escolhas feitas em audiências públicas pela comunidade escolar, que reuniram diretores, professores, pais e alunos.

Serão feitas melhorias como reformas em quadras esportivas, banheiros, serviços de pintura, reparos nas redes elétrica e hidráulica, calçamento, troca de telhados e forros, entre outras.

No Colégio Estadual Gottlieb Mueller, os R$ 100 mil serão utilizados para melhorias na parte elétrica e para a drenagem do pátio, que alaga em dias de chuva. Toda vez que chove o colégio alaga e as aulas precisam ser paralisadas. Melhorando a drenagem, nós poderemos estudar tranquilos, contou a aluna do 8º ano Ana Celina Vaz, de 12 anos.

O diretor do colégio, Hugo Hempel, explicou que a comunidade se reuniu em um sábado para conhecer as demandas do Gottlieb Mueller. A comunidade decidiu, até mesmo por uma questão de segurança dos alunos, essas obras emergenciais, explicou. É um dinheiro que vem em boa hora para melhorar a estrutura e dar qualidade de estudo aos nossos alunos, disse.

TRANSPARENTE Organizado pela Casa Civil do Governo do Paraná e pela Secretaria de Estado da Educação, o programa Escola 1000 contempla quase a metade de toda a rede estadual, formada por 2,1 mil unidades e um milhão de estudantes.

O caráter democrático, transparente e participativo do programa foi destacado pelo chefe da Casa Civil, Valdir Rossoni. O forte do Escola 1000 é a transparência, é a participação da sociedade na escolha em onde os recursos serão aplicados. Estamos extraindo da comunidade escolar quais são suas principais necessidades, apontou.

Ele ressaltou o Governo do Estado entrou em um entendimento com o Tribunal de Contas do Estado para que os recursos fossem destinados diretamente às escolas, sem ficar centralizado na Secretaria da Educação. Os recursos já estão sendo depositados nas contas das escolas e quem vai fiscalizar, com o apoio do corpo de engenheiros da Superintendência de Educação, são os diretores das escolas, explicou Rossoni.

Para a secretária da Educação, Ana Seres, essa discussão amplia o processo democrático dentro das escolas. As mil audiências públicas realizadas foi um dos pontos fortes desse processo. Além da decisão de onde aplicar os recursos, agora a comunidade escolar fará o acompanhamento das obras. O gestor da escola fará o pagamento de acordo com as vistorias e término das obras, salientou Ana Seres.

As audiências aconteceram em agosto, em todas as regiões do Estado, para que as chefias dos núcleos regionais, ao lado dos diretores de escolas, elegessem as mil unidades que mais precisavam de apoio imediato para melhorar as condições de ensino.

RECURSOS IMPORTANTES A chefe do Núcleo Regional de Educação de Foz do Iguaçu, Ivone Mueller, afirmou que os R$ 100 mil destinados a cada unidade é muito importante e está sendo comemorado pelas escolas.

O projeto é extremamente importante, principalmente pela participação da comunidade escolar na definição dos reparos que seriam feitos, disse ela. Todos estão muito felizes porque os colégios ficarão mais agradáveis e atenderão os alunos com mais conforto, disse.

Para a chefe do Núcleo Regional de Educação de Curitiba, Vivian Cezar de Oliveira, as melhorias vão refletir no aprendizado dos estudantes. A escola existe em função dos estudantes e essa verba vem, de maneira extraordinária, facilitar e ajudar na gestão escolar e contribui com a melhoria que todo diretor sonha, afirmou.

IDEB A secretária Ana Seres também afirmou que todos os investimentos em educação feitos pelo Governo do Estado têm como objetivo maior beneficiar o estudante. Isso se reflete no nosso Índice de Desenvolvimento da Educação Básica, o Ideb, que evoluiu na rede pública paranaense, frisou a secretária.

Na rede estadual, o índice passou de 3,4 no ensino médio para 3,6. Nos anos finais no ensino fundamental, subiu de 4,1 para 4,3 e avançou de 5,8 para 6,1 nos anos iniciais.

O Paraná também se destaca no cenário nacional quando o assunto é alimentação escolar. O investimento com a aquisição de gêneros alimentícios para suprimento do Programa Estadual de Alimentação Escolar no período de 2011/2016 chegará a R$ 605 milhões, sendo R$ 143,8 milhões destinados às cooperativas e associações no fornecimento de gêneros da agricultura familiar.

Até 2010, o Governo do Estado investia R$ 3 milhões na aquisição de merenda da agricultura familiar. Hoje o valor alcança R$ 38 milhões.

PRESENÇAS – Participaram da solenidade a secretária da Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa; os secretários da Comunicação Social, Márcio Villela; e do Planejamento, Cyllêneo Pessoa; o superintendente da Sude, Vitor Hugo Dantas; o presidente da Cohapar, Abelardo Lupion; o presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, Ademar Traiano; e os deputados estaduais Luiz Cláudio Romanelli, Hussein Bakri, Paulo Litro, Luiz Carlos Schiavinato, Francisco Buhrer, Pedro Lupion, Marcio Nunes, Guto Silva, Cobra Repórter, Pastor Edson Praczyk, Cristina Silvestri e Mara Lima.

TOPO