Copagril
Poder Legislativo MOÇÃO DE APLAUSOS

Câmara de Palotina faz homenagem a estudante que foi premiado na Fecitec, Febrace e nos EUA

Fotos: Divulgação

A Câmara de Vereadores de Palotina expediu Moção de Aplausos e Congratulações ao estudante João Pedro Silvestre Armani, de 16 anos, que neste ano foi premiado em uma feira internacional realizada nos Estados Unidos. A moção foi aprovada na sessão ordinária do dia 9, sendo apresentada pelo vereador José Pasqualotto (PSC). Ele justificou que o estudante obteve reconhecimento nacional e internacional por seu trabalho e isso foi muito importante para o município. “Graças ao trabalho de João Pedro, o município de Palotina tem sido destaque em todo o Brasil”, destacou o vereador.

O trabalho conduzido pelo estudante João Pedro Silvestre Armani, intitulado “Revestimentos comestíveis na pós-colheita de laranjas (Citrus sinensis)”, avaliou o potencial protetor de diferentes revestimentos naturais como a quitosana (extraída do cefalotórax do camarão) e a cera de abelha em laranjas. Depois de se destacar na Feira de Ciências e Tecnologia (Fecitec), realizada pelo Setor Palotina da Universidade Federal do Paraná em 2018, João Pedro obteve reconhecimento nacional por seu trabalho na Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (FEBRACE), realizada em São Paulo. Ele desenvolveu o trabalho no Colégio Gabriela Mistral, tendo como orientadora a professora Carlise Debastiani. Da FEBRACE ele trouxe três prêmios e a credencial para a Feira Internacional de Ciências e Engenharia da Intel (Intel ISEF), realizada no mês de maio em Phoenix, nos Estados Unidos. A Intel ISEF é a maior Feira de Ciências e Engenharia do Mundo e dela participaram projetos de mais de 80 nações e territórios diferentes de todo o mundo. Neste evento João Pedro mais uma vez foi destaque, obtendo a terceira colocação. Após as premiações, o estudante tem participado de inúmeros eventos por todo o Brasil, recebendo homenagens e ministrando palestras.

Casa do Eletricista ESCAVAÇÕES

Depois de participar da sessão ordinária juntamente com familiares e a professora Carlise Debastiani, o estudante disse que ficou muito feliz pelo reconhecimento obtido e que isso é um estímulo para sua vida. “Agradeço esta homenagem e quero compartilhar com minha família e também com as pessoas que se envolveram na realização do meu trabalho científico”, destaca.

Com assessoria

TOPO