Policial

Acusado de dois homicídios é preso em cerco policial

Ap oacute;s duas investidas frustradas, a pol iacute;cia teve sucesso na madrugada de ontem (19) e prendeu Lot aacute;rio Glasser, 46 anos, acusado de dois homic iacute;dios em Gua iacute;ra e falsifica ccedil; atilde;o de documentos em Marechal C acirc;ndido Rondon. Havia uma ordem judicial em desfavor de Lot aacute;rio. Ele foi preso na fazenda de sua fam iacute;lia, em Salamanca, na localidade de Aacute;gua da On ccedil;a, interior de Gua iacute;ra. A pris atilde;o foi feita por policiais do Grupo de Dilig ecirc;ncias Especiais (GDE) da Pol iacute;cia Civil de Gua iacute;ra, comandados pelo delegado Jos eacute; Carlos Guglielmetti, com apoio da Companhia de Fronteira – a For ccedil;a Alfa.
Segundo um investigador, o foragido tinha facilidade de escapar da pol iacute;cia, pelo fato de a aacute;rea da fazenda ser grande, mas com o apoio da For ccedil;a Alfa, que foi fechando o cerco por fora da resid ecirc;ncia, o acusado n atilde;o teve para onde correr, embora tenha esbo ccedil;ado tentativa de fuga no momento da abordagem, sendo contido pelos policiais.
A pol iacute;cia descobriu que o foragido estava na fazenda a partir de investiga ccedil; atilde;o. Ele se refugiava, acredita a pol iacute;cia, no Paraguai, e vinha esporadicamente para Gua iacute;ra.

Homic iacute;dios
De acordo com informa ccedil; otilde;es obtidas ontem pela reportagem de O Presente, Lot aacute;rio Glasser foi indiciado pela Pol iacute;cia Civil de Gua iacute;ra em dois homic iacute;dios. Um dos casos aconteceu no uacute;ltimo dia 27 de janeiro. O crime ocorreu no Bairro Santa Paula. David Miler da Silva, 16 anos, foi morto com um tiro nas costas. Ele chegou a ser encaminhado para atendimento, mas n atilde;o resistiu ao ferimento. O outro crime aconteceu na noite de 12 de dezembro de 2008, quando foi morto o boia-fria Claudinei Fernandes Constantino, 22 anos. O corpo dele foi encontrado na tarde do dia 15 seguinte, no Lago de Itaipu, na regi atilde;o da localidade de Aacute;gua da On ccedil;a, interior de Oliveira Castro. No final de semana ele teria tido uma discuss atilde;o numa lavoura em que trabalhava e na sequ ecirc;ncia foi ouvido tiro e o trabalhador desapareceu. Ap oacute;s o crime, Tais de Souza Cordeiro, 21 anos, ent atilde;o companheira de Lot aacute;rio, assumiu ter atirado no trabalhador. A mo ccedil;a disse que a v iacute;tima havia se insinuado e feito a amea ccedil;as a ela. Uma espingarda de um funcion aacute;rio da fazenda teria sido apanhada pela mo ccedil;a para intimidar o boia-fria. Acidentalmente ela teria atirado contra o rapaz. Depois a mo ccedil;a saiu e quando passou novamente pelo local do crime n atilde;o avistou mais o corpo de Claudinei. nbsp;

Casa do Eletricista – TORNEIRAS ELÉTRICAS
TOPO