Pref. MCR – OktoberFest MCR 2019
Policial

Criminosos tentam incendiar casa e carro de irmãos em Sub-Sede

 Rafael Rosa/Correio do Lago
Incêndio na casa de Claudinei foi iniciado próximo a um encanamento de água, o qual rompeu-se e controlou as chamas

As famílias dos irmãos Claudinei e Claudemir Hemsing viveram momentos de tensão durante a madrugada deste domingo (07), no distrito de Sub-Sede, interior de Santa Helena. Isso porque bandidos tentaram atear fogo na casa de Claudinei e também no carro de Claudemir que estava na garagem de sua casa. 

Segundo informações da Polícia Militar, tudo começou no início da noite de sábado (06), quando os policiais realizavam patrulhamento em uma festa junina que acontecia em Sub-Sede e foram comunicados pela Central de Operações da Polícia Militar (COPOM), que um homem teria sido agredido.

Casa do Eletricista ESCAVAÇÕES

No local, a equipe entrou em contato com Claudemir, que relatou ter sido agredido com empurrões por um funcionário de uma chapeação, que também lhe ameaçou de morte. Durante conversa com a vítima, os PMs foram informados pelo COPOM, que dois rapazes foram até a residência de Claudinei, que é irmão da vítima, onde também proferiram ameaças.

A polícia realizou patrulhamento no distrito, porém o autor das ameaças não foi localizado, sendo a vítima orientada sobre os procedimentos legais cabíveis a serem tomados.

Incêndios

Já por volta das 00h30 deste domingo (07), novamente a equipe policial foi informada pelo COPOM, que uma denúncia dava conta de que criminosos teriam tentado incendiar a casa de Claudinei. O fato foi constatado pelos policiais, sendo que a vítima relatou estar dormindo quando vizinhos lhe chamaram e informaram que sua casa estava pegando fogo. Para o ato, os criminosos usaram um tecido contendo substância inflamável.

Claudinei relatou ao site Correio do Lago que o fato só não foi consumado porque o fogo iniciou próximo a um cano de distribuição de água, sendo que possivelmente com o calor do fogo, o cano se rompeu e amenizou a situação, que foi controlada por ele e pelos vizinhos.

Rafael Rosa/Correio do Lago
O carro de Claudemir, irmão de Claudinei, também foi alvo dos bandidos, porém as chamas foram controladas

Na casa, estavam Claudinei, sua esposa que encontra-se no sétimo mês de gestação, além dos dois filhos do casal, um menino de dez e outro de sete anos de idade. Novamente os policiais realizaram patrulhamento para tentar localizar suspeitos e logo foram comunicados pela central que bandidos teriam apedrejado e tentado incendiar o carro de Claudemir, irmão de Claudinei.

O carro estava na garagem da sua residência. Os criminosos quebraram o para-brisa traseiro do veículo VW/Parati e em seguida jogaram óleo sobre o veículo, ateando fogo em um pedaço de tecido que fora deixado em chamas sobre o carro.

Claudemir contou que não percebeu nenhuma movimentação estranha nos arredores de sua casa e só deu conta da ação dos bandidos quando levantou para ir ao banheiro. Junto com ele estavam na casa sua esposa, os filhos de um e 11 anos e as duas filhas do casal de sete e 16 anos.

Patrulhamentos foram realizados para tentar localizar os suspeitos apontados por Claudemir e Claudinei, porém ninguém foi localizado

TOPO