Policial

PF apreende peles de animais em Santa Tereza do Oeste

Assessoria
A ação foi desenvolvida pela PF com apoio do ICMBio e resultou na prisão de cinco pessoas

Policiais federais de Cascavel em conjunto com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) apreenderam duas peles de animais: uma de onça parda e uma de onça pintada. Também foram apreendidas três espingardas, sendo uma calibre .22 e duas calibre .36, um revólver calibre .38, além de pequena quantidade de munições.

De acordo com o responsável pelo Parque Nacional, Ivan Baptiston, após uma denúncia de caça na região da propriedade, os fiscais e os policiais federais estiveram no sítio e detiveram cinco pessoas. Segundo o delegado da Polícia Federal, Gastão Schefer, os detidos confessaram a caça da Onça Parda. A pele do animal estava secando a cerca de uma semana. Já a pele da onça pintada, seria antiga e presente de um conhecido de um dos suspeitos do Mato Grosso.

Casa do Eletricista – TORNEIRAS ELÉTRICAS

Segundo o responsável pelo Parque Nacional, um dos detidos teria relatado que a Onça Parda teria abatido um bezerro da propriedade, por isso a mataram. Sobre a utilização das peles, elas seriam espécie de troféus para os caçadores. As peles devem ser levadas para o Instituto Chico Mendes e depois servirão para estudos ou encaminhadas a Museus para fins educacionais.

A Polícia Federal de Cascavel, por ter em sua circunscrição grande parte do Parque Nacional do Iguaçu, tem combatido os diversos crimes ambientais na reserva, seja contra fauna ou flora. Somente este ano, já houve duas grandes apreensões de palmitos extraídos ilegalmente do Parque Nacional e agora atividade repressiva da caça ilegal de animais silvestres.

Assessoria
Foram apreendidas três espingardas, um revólver e munições
TOPO