Brincando na Praça 2019
Policial

Redução de produção de maconha no PY reflete no Brasil

Na Operação Liderança, diversos veículos foram apreendidos. (Arquivo/OP)

A Delegacia da Pol iacute;cia Federal (PF) de Gua iacute;ra divulgou um balan ccedil;o parcial de a ccedil; otilde;es realizadas esse ano. De acordo com a PF, verificou-se redu ccedil; atilde;o de 25% e 40% na produ ccedil; atilde;o de maconha em Capitan Bado e Pedro Juan Caballero, respectivamente, em rela ccedil; atilde;o ao mesmo per iacute;odo do ano passado. Na vis atilde;o dos policiais, a redu ccedil; atilde;o provocou reflexos entre as quadrilhas de traficantes, pois encareceu o pre ccedil;o da maconha e recrudesceu a disputa pelos pontos de fornecimento da droga. O resultado disso foi sentido este ano, principalmente no Paran aacute;, porta de entrada da droga, onde houve a diminui ccedil; atilde;o na quantidade apreendida.
Outros fatores contribu iacute;ram para a diminui ccedil; atilde;o. Entre eles, a PF informa que desde mar ccedil;o deste ano est aacute; em execu ccedil; atilde;o a Opera ccedil; atilde;o Sentinela, que conta com a colabora ccedil; atilde;o da For ccedil;a Nacional, Receita Federal, Pol iacute;cia Rodovi aacute;ria Federal e outros oacute;rg atilde;os de seguran ccedil;a p uacute;blica. A Opera ccedil; atilde;o visa o combate do tr aacute;fico de drogas, armas, contrabando e descaminho e ocorre em todos os Estados da fronteira do Brasil com pa iacute;ses vizinhos.

Fronteira
O Paran aacute; est aacute; localizado na regi atilde;o conhecida como tr iacute;plice fronteira, englobando o Brasil, Argentina e Paraguai, que o torna um dos maiores pontos de entrada de drogas do pa iacute;s. A extens atilde;o territorial que medeia o Brasil e o Paraguai, seja a fronteira seca ou a fluvial, torna a fiscaliza ccedil; atilde;o dific iacute;lima, exigindo um trabalho conjunto de for ccedil;as que comp otilde;em a seguran ccedil;a p uacute;blica de ambos os pa iacute;ses.
Segundo a PF, o Paraguai eacute; o segundo maior produtor de maconha do mundo, perdendo somente para o Marrocos, principal fornecedor para os pa iacute;ses europeus. A maconha paraguaia abastece 80% do consumo nacional, sendo o restante advindo do Pol iacute;gono da Maconha, regi atilde;o produtora composta pelos Estados de Pernambuco, Piau iacute;, Bahia e Maranh atilde;o. O cultivo da maconha ocorre principalmente na regi atilde;o de Capitan Bado, fronteira com o Mato Grosso do Sul, e uma mesma aacute;rea pode chegar a produzir tr ecirc;s safras anuais, significando que a produ ccedil; atilde;o eacute; garantida durante todo o ano.
Uma nova esp eacute;cie foi descoberta h aacute; alguns anos, a maconha mentolada, de melhor qualidade e maior pre ccedil;o, com um tempo de produ ccedil; atilde;o menor, de tr ecirc;s meses do plantio agrave; colheita, o que leva a um abastecimento garantido e cont iacute;nuo, com maiores lucros. Foi firmado conv ecirc;nio entre Brasil, atrav eacute;s de seus oacute;rg atilde;os de Seguran ccedil;a P uacute;blica, e Paraguai (Senad) para trabalho conjunto no sentido de erradicar as planta ccedil; otilde;es de maconha e combater o tr aacute;fico de drogas.

Casa do Eletricista ESCAVAÇÕES

N uacute;meros
At eacute; julho de 2009 foram apreendidas cerca de sete toneladas de maconha e, neste mesmo per iacute;odo desse ano, foram aproximadamente 4,5 toneladas. At eacute; julho deste ano, foram presas 118 pessoas e apreendidos 26 menores, todos por tr aacute;fico de drogas e, al eacute;m da maconha, foram apreendidos em torno de 48 quilos de coca iacute;na e 33 quilos de crack. Para a pol iacute;cia, a a ccedil; atilde;o ostensiva tem gerado resultados e a forma de tr aacute;fico est aacute; sendo alterada, com outros meios e regi otilde;es.
O total de maconha apreendida pela Delegacia de PF de Gua iacute;ra em todo o ano de 2009 representou aproximadamente 70% das apreens otilde;es no Estado do Paran aacute;. A delegacia apreendeu 29 toneladas em 2009, sendo cerca de 19 somente nos uacute;ltimos meses do ano.

Lideran ccedil;a
Concomitantemente agrave; Opera ccedil; atilde;o Sentinela, em julho deste ano foi deflagrada a Opera ccedil; atilde;o Lideran ccedil;a, que desmantelou uma das maiores quadrilhas de tr aacute;fico internacional de drogas que atuava na regi atilde;o. Foi preso na ocasi atilde;o Carlos Arias Cabral, o ldquo;L iacute;der Cabral rdquo;, e outros 38 integrantes da organiza ccedil; atilde;o criminosa. As investiga ccedil; otilde;es come ccedil;aram a cerca de um ano e durante ela foram apreendidos cerca de 32 toneladas de maconha, 51 quilos de coca iacute;na e 50 quilos de crack, al eacute;m de v aacute;rios ve iacute;culos utilizadas para o tr aacute;fico de drogas.

TOPO