Fale com a gente

Editorial

O papel já fez o seu papel

Publicado

em

Uma das maiores, se não a maior invenção da humanidade é, sem dúvida, a escrita. Desde a escrita cuneiforme, feita pelos sumérios em argila, há mais de cinco mil anos, passando pela invenção do pergaminho e do papiro até a criação da famosa prensa de Johannes Gutenberg no século 15, a humanidade vem registrando seus acontecimentos, seus conhecimentos e seu cotidiano.

O domínio da escrita permitiu que os conhecimentos adquiridos pudessem ser transmitidos para outras pessoas, para outras gerações, para a perpetuidade.

Por mais de 500 anos o papel foi absoluto na transferência de conhecimento e no desenvolvimento de tudo o que temos hoje. Foi a escrita em papel que trouxe a humanidade até os dias de hoje. Praticamente nada do que conhecemos atualmente existiria se não fosse a escrita.

E a evolução, que vem acompanhando a escrita ao longo dos milênios, fez do papel, com seu reinado secular, um item dispensável para a transmissão do conhecimento. Com o surgimento da internet em meados dos anos 1990 no Brasil, começamos a ver o declínio da celulose. Hoje, grande parte dos maiores jornais do planeta não usam mais papel para noticiar. O meio digital chegou para revolucionar os jornais em todo o mundo.

Conosco, do Jornal O Presente, e com nossos leitores não foi diferente. Usamos e abusamos do papel, fizemos dele um importante aliado na transmissão de informação e na busca por uma sociedade melhor. Mas chegou a hora de aposentar o papel e evoluir para uma maneira mais moderna de consumir informação. Migramos para um formato 100% digital, que vai permitir uma série de novas oportunidades e novas experiências para o leitor.

O Presente vai se tornar ambientalmente mais sustentável, sem uso de papel ou combustíveis para a distribuição, por exemplo. Outra importante mudança é com relação à instantaneidade. O leitor não precisará mais esperar até o dia seguinte para ter acesso à informação ou opinião dos colunistas. A qualquer hora do dia ou da noite, o site e as redes sociais de O Presente vão estar carregados de notícias de interesse da região, do Paraná e do Brasil.

Além das notícias escritas, os espectadores também poderão ter acesso a conteúdos exclusivos em vídeo e áudio. São novas formas de consumir informação, de qualidade, com responsabilidade e de relevância para o seu dia a dia e para toda a comunidade.

O site de O Presente tem mais de um milhão de visualizações por mês. Por meio dele há uma oportunidade também para os empresários. A credibilidade de O Presente conquistada ao longo de quase 31 anos, aliado a uma audiência gigantesca e que só cresce, faz do site de notícias um ambiente perfeito para reforçar as marcas da região ou oferecer seus produtos e serviços a seus clientes.

Mudar para o formato totalmente digital era uma questão de tempo. Vai ser bom para O Presente, que vai dedicar todos seus esforços para a construção do site e na relação com as redes sociais e com os leitores. Vai ser bom para as pessoas, que vão receber informação em tempo real, gratuitamente. Vai ser bom para o meio ambiente, com uma pegada mais sustentável do negócio.

É hora de mudar. O papel já fez o seu papel.

Continue Lendo

Facebook