Esportes

Após reformulação, Paraná Clube inicia 2018 com nove remanescentes do acesso

(Foto: Divulgação )

O grupo do Paraná Clube passou por uma reformulação após o acesso à Série A do Campeonato Brasileiro. Peças-chave do time no ano passado como Eduardo Brock, Maidana e Gabriel Dias deixaram o Tricolor - eles acertaram com Goiás, Atlético-MG e Internacional, respectivamente.

A diretoria paranista, porém, conseguiu manter uma espinha dorsal. Ao todo, nove jogadores permaneceram: o goleiro Richard, o lateral-direito Júnior, o zagueiro Rayan, o lateral-esquerdo Igor, o volante Leandro Vilela, o meia Zezinho e os atacantes Minho, Vitor Feijão e Alemão.

Vale lembrar que o volante Jhonny, o meia Guilherme Biteco e atacante Felipe Augusto estavam no grupo em 2017 e seguem na temporada atual. Os dois primeiros, porém, estão no departamento médico; já Felipe Augusto disputou só quatro jogos no ano passado.

Para suprir as saídas, o Paraná já anunciou sete reforços oficialmente: o goleiro Luís Carlos, os zagueiros Neris e Charles, os meias Alex Santana e João Paulo e os atacantes Diego Gonçalves e Zé Carlos. Além disso, o clube fechou com o meia paraguaio "Torito" González.

O técnico Wagner Lopes, que volta ao clube após passagem pelo futebol japonês, fala sobre a base mantida:

" É uma reformulação. São atletas que estão chegando, precisam de adaptação, saber a importância da instituição. Claro que não gosto de perder, quero ganhar, e acredito que o nosso grupo, a gente forme com homens vencedores. Eu sempre vou querer um time competitivo e organizado. A gente promete dedicação em excesso, comprometimento, fazer o melhor desde o primeiro momento do dia ", falou o treinador.

 

 

Com informações Globo Esporte