Brincando na Praça 2019
Pastor Mário Hort

A fortaleza em Deus antes da viagem a Fortaleza – 5ª parte

Ainda antes de adquirir o pacote de viagem para Fortaleza (CE), sentimos o que significa quando Deus é a nossa Fortaleza. A carta de Sidnei, de São Cristóvão do Sul (SC), dizia:

“Pastor Mário Hort, eu li o seu livreto ‘Porto Alegre conhece a alegria em Deus?’ e sua entrevista com a missionária Ingrid Hort, que foi enfermeira durante toda sua vida profissional e trabalhou muitos anos na UTI. Ao ler uma de suas experiências, minhas lágrimas rolaram por meu rosto com a história do idoso que estava muito magrinho pela doença que já havia consumido grande parte de seu corpo. Mas, no leito da morte, ele tinha um sorriso em sua face e disse à enfermeira: ‘Filha, não se preocupe, eu estou indo para casa’. Nesse momento as lágrimas aumentaram e eu tive que parar de ler para me recompor novamente. Aquele senhor sabia para onde ele iria e estava partindo para casa”.

Casa do Eletricista ESCAVAÇÕES

Decidindo o sim ou o não da viagem a Fortaleza, minha esposa precisou aguardar o resultado dos exames da mamografia que foram refeitos e o resultado foi lhe entregue como negativo para algum câncer. Só então tivemos condições de solicitar as passagens.

No mesmo dia o pastor Isai foi chamado ao hospital do câncer de Cascavel, antes que nosso irmão Edson fosse sedado e ele faleceu alguns dias depois. Em todas essas circunstâncias, somente aquele cuja fortaleza está no Senhor pode dizer: “O Senhor é a minha rocha, a minha fortaleza e o meu libertador; o meu Deus é o meu rochedo, em quem me refugio”. Salmo 18:2

A fortaleza de Deus no casamento! Há “muita guerra” nos casamentos, mas falta a “fortaleza de Deus” para proteger dos ataques que sofrem os cônjuges, pois o “inimigo” dorme ao lado de suas vítimas.

Tomando o café da manhã solicitei caneta e papel para anotar o título desta página, e no último dia em Fortaleza procurei pelo único funcionário evangélico do hotel, que, segundo informações, trabalhava na cozinha. Mas, infelizmente, ele estava de folga. Então chegou o senhor Antônio da cozinha e lhe falei do pacote com 200 livretos, com 16 temas diferentes, que eu queria deixar para um jovem de Fortaleza.

Por direção divina eu estava com o tema “Lágrimas no leito conjugal” em minhas mãos e falei que “muitos casais dormem separados para negar a relação sexual, o que causa muitas lágrimas no casamento”.

“Sim, eu estou passando por dificuldades no casamento, enquanto isso eu procuro ajuda em cursos de casais da Igreja Católica”, comentou o cozinheiro. “Quando ouço os testemunhos de casais abraçados, comunicando a felicidade que voltou ao seu casamento, eu perco toda a canseira que me aflige, após trabalhar desde as madrugadas, e novo ânimo me dá a força para colaborar com esses encontros”, afirmou.

“O que falta em nossas casas é Deus e a comunhão da igreja. Até parece que o diabo domina nas famílias e quer arruinar os nossos casamentos”, concluiu Antonio.

TOPO