Copagril
Pastor Mário Hort

Como sair do atoleiro e subir na rocha? 4ª Parte

O rei Davi escreveu: “Ele me tirou de um poço de destruição, de um atoleiro de lama; pôs os meus pés sobre uma rocha e firmou-me num local seguro”. Sal 40: 2.

Para viajar a Santiago no Chile, o voo saiu de Foz do Iguaçu até o Rio de Janeiro e precisei caminhar até o portão de embarque internacional. Devido a meus problemas de saúde, não suportei a caminhada e escrevi para minha esposa no celular: “Não tenho como chegar ao portão de embarque, e não encontro auxílio…”

Casa do Eletricista folha LORENZETTI

Ao escrever essas linhas, parou diante de mim o auxílio, como enviado por Deus. O moço do carrinho elétrico olhava para o outro lado, pois não sabia que eu estava clamando por socorro.

Logo chegaram outras pessoas que precisavam de auxílio, porém ele solicitou que eu sentasse ao seu lado. Ao perceber essa gentileza, agradeci o auxílio que veio de Deus em meu desespero e lhe comuniquei: “Estou em viagem para o Chile, para escrever o tema: ‘Sua vida está edificada sobre a Rocha’?”. Falei já com a mão sobre o seu ombro perguntando para o homem desconhecido.

E Jackson respondeu: “Sobre essa Rocha está edificada a minha vida pelo Espírito Santo”.

“Jackson, você pode dizer como foi que você edificou a sua casa sobre a Rocha?”, questionei curioso.

“Eu vivia na pior hora da minha vida, pois havia engolido 30 cápsulas de cocaína. De repente surgiu diante de mim a glória celestial em uma visão indescritível. Eu via e ouvia coisas maravilhosas, mas os amigos de fumo não viam nem ouviam o que eu relatava. Foi nesse momento quando, instantaneamente, eu fui curado do efeito da cocaína e estive livre da morte e das drogas”, afirmou, emocionado.

Jackson continuou: “No dia seguinte eu avaliei tudo o que aconteceu e entendi que eu precisava buscar ajuda espiritual em alguma igreja. Mas eu não tinha a mínima ideia de onde eu poderia encontrar alguma igreja. Saí à procura quando encontrei um amigo e lhe falei que estava procurando por uma igreja. Ele respondeu: ‘Então venha comigo, pois estou indo para a minha igreja’. Fui ao culto e apenas algumas semanas mais tarde eu fui batizado, e continuo nesse caminho, por mais de três anos, firme sobre a Rocha desde aquele dia”, concluiu Jackson.

Deus teve misericórdia deste homem e o resgatou não apenas de um atoleiro, mas dos portais do inferno. Aprecio as entrevistas entre o povo, pois ali ouço da ação de Deus em lugares onde pastor ou religioso algum poderia chegar.

“Junto aos porcos” ele ainda teria lembranças da casa de seu pai, e certamente amigos lhe aconselhariam: “Vá para casa, jovem. Seu pai tem tudo o que você precisa”.

TOPO