Copagril
Pastor Mário Hort

Fortaleza de Deus para um dependente químico – 4ª parte

Eu desejava visitar o interior do Ceará para conhecer o sertão, mas minha saúde não permite. Então o Senhor enviou um jovem do interior até nós. Ele acabava de sair do centro de recuperação de dependentes químicos.

Seus braços eram fortes, sua aparência saudável e falava com perfeita coordenação. É possível que tudo não passasse de um “conto”. Porém, diante de Deus ele foi para nós um jovem que precisava da fortaleza de Deus.

Casa do Eletricista folha LORENZETTI

José confessou haver caído na armadilha das drogas. E nós lhe dissemos que ou ele abraça a fé em Deus ou nada vai resolver sua situação. Ou ele se abriga na “fortaleza” de Deus ou vai afundar e logo estará sem forças, sem condições e o seu fim será terrível.

“José, ou você aceita seguir a Deus ou vai morrer nessa desgraça!”, afirmei. “Seguir a Deus significa obedecer aos mandamentos da Bíblia”, ponderou José. “Sim, só pela obediência aos ensinamentos da Escritura sua vida poderá mudar, ou não terá nenhuma chance. Não resolve se recuperar das drogas e seguir pelo mundão”, enfatizei.

“Posso entregar sua vida agora ao Senhor, aqui na calçada, pois não tenho como lhe ajudar de outra forma. Os poucos reais para quase nada lhe ajudam. Mas posso entregar sua vida ao Senhor e Ele pode lhe dar a graça que você precisa”, concluí antes do momento da oração, de entrega da vida de José ao Senhor.

Confio em Deus, que pode resgatar a vida deste jovem.

“Marcos, você conhece a fortaleza em Deus?”, perguntei para um jovem que fazia bijuterias artesanais. E eu fui surpreendido pela resposta do jovem, de 29 anos de idade: “Deus está ao meu redor, dentro de nós e Nele nós vivemos e nos movemos”, afirmou. “A fortaleza de Deus é maior que qualquer ameaça espiritual, pois o mal pode estar em outros, mas não em mim, pois eu creio em Deus e Jesus, que veio para este cosmos”, enalteceu.

A resposta não foi exatamente bíblica, porém envolvia a Deus e Jesus. No dia seguinte, sentei mais uma vez ao seu lado na calçada para saber algo mais do jovem baiano, mas apenas tive a oportunidade de lhe oferecer mais alguns livretos Ecos da Liberdade.

Os segredos da alma de pessoas como Marcos são como “joias raras” que levo comigo para escrever com a mente voltada para as pessoas que vivem distantes dos ensinamentos e do evangelho.

Queremos encontrar as ovelhas de Cristo onde quer que estejam. Todas elas foram compradas pelo sangue do Cordeiro e carecem da luz do céu para os seus caminhos. Na despedida eu disse: “Marcos, onde quer que você esteja, saiba que a ‘fortaleza do Senhor’ envolve a sua vida. Clame pelo nome do Senhor e certamente nos reencontraremos na glória, combinado?”, conclui.

Pedimos aos leitores que intercedam por essas pessoas e que na glória elas possam lhe agradecer por suas orações

TOPO