Copagril
Pastor Mário Hort

Meu barquinho – 2ª parte

Nos últimos quase dez anos, após sofrer um infarto que deveria ser fatal, restou-me apenas a escrita dos livretos Ecos da Liberdade. Em todos esses anos, tenho os cuidados de minha “enfermeira” particular, a quem a igreja ordenou que ela se dedicasse exclusivamente aos cuidados de minha sobrevivência. Os cuidados do Dr. J. M. Coimbra foram os três “anjos”: a igreja, o médico e a esposa, que Deus colocou aos cuidados de minha saúde. Em quase todas as viagens nacionais e internacionais, tive os cuidados da esposa enquanto eu escrevia. Porém, agora já me arrisco fazer viagens com os medicamentos sempre preparados por Natalia. Também para economizar custos, arrisquei o empreendimento sozinho a Nova Iorque, onde recebi um e-mail de Natalia, do Brasil para os Estados Unidos, que ela intitulou de “Meu barquinho”. “Mario, analisando o tema que pretende escrever no Canadá – ‘O que você leva no barquinho para a última catarata?’ – cheguei à seguinte conclusão: meu barquinho já navegou por rios lindos e tranquilos, passou por florestas e eu ouvi o cântico de muitos pássaros, foi uma maravilha!
Mas também naveguei por rios perigosos onde se via o perigo a distância. Pedras apontavam no rio e parecia que o meu barquinho não poderia passar. Porém, milagrosamente Deus fez chover, as águas aumentaram e meu barquinho novamente continuou sua viagem.
Estivemos também nas ondas do mar enfrentando tormentas e achávamos que iríamos naufragar. Mas o mar se acalmou e o barquinho continuou a viagem.
Você pergunta: ‘O que estou levando em meu barquinho’? Realmente não é muita coisa. Mas tenho comigo Jesus Cristo, que é meu piloto e está no comando.
‘O que eu faço durante a minha viagem para a última catarata’? Desde que aceitei a Jesus em meu barquinho estou convidando muitas pessoas a fazer o mesmo, pois também devem estar prontos para sua última catarata. E tenho muitas pessoas que estão comigo e me ajudam a remar quando o cansaço toma conta de mim.
Eu desejo ter ao meu lado o barquinho de meu esposo, dos filhos, netos e de muitos amigos! Que maravilha será quando nós todos tivermos passado pela última catarata e acordarmos no porto seguro da eternidade, para o grande REENCONTRO com milhares de irmãos, pais, filhos e amigos. Então entoaremos os louvores a Jesus, que morreu pelos nossos pecados, que ressuscitou, vive e reina para todo o sempre. Que gloria será!”. Natália Hort

TOPO