Pref. MCR Ecoturismo_
Isai Marcelo Hort

OS “TORNADOS” NOS APROXIMAM DE DEUS – 3ª PARTE

Diante da dor, a pergunta frequente é: se Deus é amor, por que permite sofrimento? Creio que muitas coisas entenderemos apenas na presença Dele nos céus. Encontro, porém, alguns pontos positivos em meio às dificuldades da vida. Hoje quero mencionar um deles.

Os tornados da alma nos aproximam de Deus!

Casa do Eletricista folha LORENZETTI

Quais foram os momentos que mais me aproximaram de Deus?

Quando fiz as minhas orações mais intensas e fervorosas? Quais foram os momentos de minha vida em que mais dediquei tempo a Deus? Foram nos momentos de dor. Não foram durante as agradáveis férias na praia. Foram em momentos de lutas e “tempestades”.

O apóstolo Paulo escreveu sobre o resultado dos sofrimentos em sua vida: “… pois os nossos sofrimentos leves e momentâneos estão produzindo para nós uma glória eterna que pesa mais do que todos eles”. 2 Co 4:16 e 17

O teólogo e professor universitário britânico C. S. Lewis disse: “Deus sussurra no prazer, mas grita por meio da dor: a dor é o seu megafone para despertar um mundo adormecido”.

Quantas vezes deve ter sido gritado o nome de Deus em Marechal Cândido Rondon na tarde de 19 de novembro de 2015?

Ana Paula Noé Martini escreveu: “Ouvi muitos ‘meu Deus’ em meio ao caos e pavor. E me pergunto: como será que Deus deve ter se sentido neste momento ouvindo por tantos gritos pedindo socorro? E por que só agora? Ele sempre esperou que nós nos lembrássemos de falar com Ele. É triste que nos damos conta disso somente nos momentos de dificuldades”.

É diante da morte que a maioria das pessoas pensa profundamente sobre a vida! É provável que esta seja uma das razões porque Deus permite o sofrimento.

É uma pena, mas ao menos assim alguns mudam o destino de sua alma antes que seja tarde demais.

Não espere vir um tornado para gritar por um Deus que você ainda não conhece. Conheça a Deus hoje e no dia da angústia você terá Ele como pai. Peça que Jesus perdoe seus pecados e seja o Senhor de sua vida ainda hoje. Você conhecerá seu grande amor e estará seguro, mesmo em meio às tempestades da vida.

Minha esposa Aline fazia compras durante o tornado. No dia seguinte ela escreveu: “Que terror o que passamos ontem na cidade. Eu fazia compras no supermercado e tive que me esconder embaixo da mesa do caixa para proteger a filha Sarah e minha bebê Lena. Homens seguravam as portas para que o vento não entrasse. Foi terrível ver as pessoas desesperadas querendo entrar. Muita gente chorando, algumas no chão, não sei se por desespero ou porque se machucaram. Depois de tudo isso vemos quão frágeis somos e como devemos estar preparados. Saber que Deus nos protege é maravilhoso. A Sarah orava alto enquanto pessoas gritavam. Ensinar e saber que minhas filhas confiam mais em Deus do que em mim mesma é maravilhoso. Obrigada Deus por nos proteger”.

 

O autor é pastor da Igreja de Deus no Brasil em Marechal Cândido Rondon

isaihort@yahoo.de

TOPO