Copagril – Sou agro com orgulho
Coluna ADI-PR

Universidades estaduais do Paraná estão entre as melhores do Brasil

Ranking nacional

O Paraná é protagonista entre as universidades estaduais brasileiras. A UEL aparece como a 4ª melhor estadual do Brasil, seguida pela UEM na 6ª posição, Unicentro na 7ª e Unioeste na 8ª. Fechando a lista das 25 melhores estão: UEPG em 11ª, Uenp em 17ª e Unespar na 24ª colocação. “Essa classificação evidencia um crescimento qualitativo das nossas universidades estaduais no cenário nacional”, destaca o superintendente de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Aldo Bona.

Casa do Eletricista – Tubos e Conexões

(Foto: Divulgação/UEL)

 

Bem avaliadas

As universidades estaduais do Paraná se destacaram na avaliação do Índice Geral de Cursos (IGC) 2019 divulgado pelo Ministério da Educação (MEC). As universidades estaduais de Londrina (UEL), Maringá (UEM), Ponta Grossa (UEPG), do Oeste do Paraná (Unioeste), do Centro-Oeste (Unicentro) e do Norte do Paraná (Uenop) conquistaram conceito 4. A Universidade Estadual do Paraná (Unespar) ficou com conceito 3. O IGC varia de 1, a nota mais baixa, a 5, o conceito máximo.

 

Divisa do Paraná

O deputado federal Filipe Barros (PSL) enviou requerimento ao ministro Paulo Guedes com determinação ao Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para refazer os estudos da divisa do Paraná com São Paulo, ao Norte do Parque Nacional de Superagui, em Guaraqueçaba (PR). A necessidade de se qualificar rapidamente à nova divisa de São Paulo e Paraná é por conta da área de exploração do petróleo e gás do Pré-sal na Bacia de Santos e a área ampliada de Superagui, com reflexos na distribuição de royalties pela produção do petróleo para o Paraná e Guaraqueçaba, além das parcelas de ICMS Ecológico ao município litorâneo.

 

Eleições

O partido Novo abriu edital para o curso de formação de candidatos para os cargos de deputado federal e estadual, visando à eleição de 02 de outubro de 2022 – a prioridade vai ser para postulantes à Câmara Federal. No Paraná, dirigentes do partido articulam o ex-candidato à Prefeitura de Curitiba no ano passado, João Guilherme de Moraes, para concorrer a uma das 30 vagas da bancada paranaense em Brasília.

 

Capital do leite

Castro chegou ao topo do ranking nacional de produção leiteira. Com isso, a cidade ganhou o título de “Capital do leite”. Atualmente, a cidade investe em tecnologia para manter a produção. A conquista do título de Capital nacional do leite começou há 70 anos, com a família do produtor Armando Rabbers. O produtor trouxe para a propriedade o primeiro sistema robotizado da América Latina: a ordenha voluntária. Oito anos depois de ter adquirido a inovação, ele colhe os resultados no aumento da produtividade.

 

Fertilizantes

O Brasil gasta quase US$ 10 bilhões por ano na importação de fertilizantes necessários à manutenção da produtividade das lavouras do país, embora detenha reservas próprias de potássio e fósforo, duas das principais matérias-primas usadas na formulação de adubos e que poderiam garantir a autossuficiência nacional desses insumos. Livrar-se desta dependência, como defende o ex-ministro da Agricultura Reinhold Stephanes, é fundamental para o Brasil assegurar a sua crescente hegemonia como grande exportador de alimentos, principal fonte das divisas nacionais.

 

Registro de candidatura

Especialistas e ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) defendem a antecipação da data de registro de candidatura como uma possível solução para evitar que cidades comecem o ano sem o prefeito eleito no cargo. Atualmente, o prazo de registro é 15 de agosto, mas propostas sugerem trazer o calendário para o início de junho. O TSE afirmou, em nota, que o julgamento de processos relativos ao registro de candidaturas é uma das principais preocupações da Corte.

 

Vacina Pfizer

A cidade de Curitiba se candidatou para receber vacinas da Pfizer e a expectativa é de que as primeiras doses cheguem à Capital nas próximas semanas, segundo a projeção da Secretaria Municipal da Saúde. “Cada frasco faz cinco doses e precisaremos de seringas de 1 ml. Depois que dilui, ela tem que ser aplicada muito rapidamente. Para evitar perdas, provavelmente aplicaremos elas no Pavilhão do Barigui”, explica a secretária municipal de Saúde, Márcia Huçulak.

 

Capital da Máscara

O município de Apucarana, conhecido como a “Capital do boné”, está investindo pesado para se tornar também a “Capital da máscara cirúrgica”. As indústrias do setor de confecção estão instalando novas unidades, importando máquinas da China e contratando e treinando novos colaboradores para atender a grande demanda pelos equipamentos de proteção individual (EPI). O novo negócio está contribuindo para a autossuficiência do Brasil em máscaras.

 

Subestação                                                                                                                                                        

A construção e instalação de uma subestação da Copel em Salto do Itararé vai reforçar substancialmente o sistema elétrico de transmissão e distribuição de energia elétrica. O prefeito Paulo Sérgio Fragoso destacou que a medida proporcionará benefícios diretos para a população. “Como, por exemplo, a instalação de mais indústrias em nosso município”, enfatizou.

 

Ventilador mecânico

O ventilador mecânico desenvolvido pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), campus de Ponta Grossa, para o tratamento de pacientes internados com a Covid-19 foi aprovado em um dos principais testes. O protótipo passou pelo chamado teste de bancada no Hospital do Trabalhador. “A nossa perspectiva é positiva. Primeiramente pelo fato de uma universidade pública desenvolver conhecimento pensando na população e não na parte financeira”, explicou o professor Nelson Canabarro.

 

Ao cargo

Após 14 dias de licença, o prefeito de Cornélio Procópio, Amin Hannouche, reassume o cargo. “A chegada da pandemia mudou muito a nossa rotina, exigindo de nós a tomada de posições repentinas. A situação, que infelizmente ainda perdura, tem mudado a rotina de todos nós e chega um momento em que temos que dar um tempo para repor as energias”, disse o prefeito.

 

Oscar do soja

O ponta-grossense Francisco Terasawa foi o pesquisador escolhido para ganhar o 7º Personagem Soja Brasil, celebração do Projeto Soja Brasil que marca o encerramento da safra do grão. Promovida pelo Canal Rural e Aprosoja Brasil, a premiação é conhecida como o “Oscar da Soja”.

 

Coluna publicada simultaneamente em 20 jornais e portais associados. Saiba mais em www.adipr.com.br.

 

TOPO