Fale com a gente

Esportes Bom de Bola

Roberto Braatz, o bandeirinha de Copa do Mundo que virou jogador (e até faz gol)

Publicado

em

Roberto Braatz, ex-auxiliar Fifa: “É muito gostoso poder participar do Paraná Bom de Bola. Rever amigos e atletas que apitei jogando profissionalmente é de arrepiar. É bom demais” (Foto: Divulgação)

Dezessete partidas movimentaram no último fim de semana, de sexta-feira (13) a domingo (15), em Missal, a fase regional 11 do 2º Paraná Bom de Bola, competição promovida pela Secretaria de Estado da Educação e do Esporte, através da Paraná Esporte, em parceria com o Departamento de Esportes de Missal.

Na manhã de domingo, o campo do Bairro Renascer recebeu o duelo da categoria 50+ entre Marechal Cândido Rondon e Toledo, válido pelo grupo B, que reeditou a decisão do ano passado. E assim como aconteceu em 2021, os rondonenses levaram a melhor, desta vez por 3 a 0, resultado que garante os atuais campeões na semifinal com uma rodada de antecedência. E quem abriu o placar logo no começo da partida, aproveitando a sobra na pequena área após cobrança de falta de Fidélis, que carimbou a trave, foi o ex-auxiliar Fifa Roberto Braatz, um dos mais renomados “bandeirinhas” do futebol brasileiro nas últimas décadas, que, dentre tantos clássicos e finais de campeonatos no Brasil e na América do Sul, leva no currículo a participação na Copa do Mundo de 2010, na África do Sul.

Ainda na etapa inicial, Adrianinho conferiu de cabeça dentro da área e, na reta final da partida, Nei dominou o cruzamento de Bolão e chutou firme para definir o placar.

Aposentado da arbitragem profissional desde 2016, Roberto Braatz “mudou de lado” e agora aproveita cada oportunidade que tem para entrar em campo como atleta. “É muito gostoso poder participar do Paraná Bom de Bola, já falei isso ano passado. Eu não tive oportunidade de disputar Jogos Abertos, pois sempre estive trabalhando como árbitro ou auxiliar, e poder disputar essa categoria 50+ é maravilhoso. Por mais que, às vezes, nossas mulheres não entendem, mas para nós tem um significado muito grande. Rever amigos e atletas que apitei jogando profissionalmente é de arrepiar. Só quem viveu os dois lados pode tentar transmitir o que é isso. É bom demais. De alguma forma estou realizando o sonho de ter sido jogador de futebol”, relata.

 

Em busca do bi

Invicto desde o Paraná Bom de Bola 2021, Marechal Rondon segue firme em busca do bicampeonato, e se depender da união do grupo rondonense, a possibilidade da meta ser alcançada é concreta. É o que afirma Braatz, que já tem dois gols no torneio. “Com essa segunda vitória encaminhamos nossa classificação e agora temos que manter essa pegada. Nosso grupo é bastante dedicado, unido e acho que estamos em um bom caminho para lutar pelo bi”, destaca.

Atuando como “coringa” no selecionado rondonense, ora como volante ora como zagueiro e se precisar até centroavante, Braatz não dá trégua aos agora ex-colegas de profissão. “Reconheço que dou um pouco de trabalho para a arbitragem, mas eles não podem se intimidar, mostra logo o cartão para não ‘deixar crescer’”, brinca o ex-auxiliar Fifa, que ainda integra o quadro de árbitros da Associação Rondonense, apitando o Campeonato de Futebol Amador na sua cidade-natal. Mas, segundo ele, a aposentadoria do apito ou bandeirinha está próxima.  “Sou muito grato à Associação de Marechal Rondon por tudo que representou na minha vida profissional. Este ano vou apitar uns quatro ou cinco jogos, mas realmente é meu último ano como árbitro”, garante.

 

Demais resultados

Além de Marechal Rondon 3×0 Toledo, o grupo B da classe 50+ teve a vitória de Assis Chateaubriand sobre Foz do Iguaçu por 5 a 4, nos pênaltis, após empate no tempo normal por 1 a 1. Já pelo grupo A, Medianeira goleou Missal por 4 a 1, e Santa Helena passou por Nova Aurora por 5 a 3.

No próximo fim de semana acontece a 3ª rodada, definindo os dois melhores times de cada chave que avançarão para a semifinal.

 

Sub-16

Pela categoria sub-16 masculino, sete partidas foram disputadas no fim de semana. Pelo grupo A, Missal venceu Nova Santa Rosa nos pênaltis, por 4 a 3, após empate no tempo normal por 2 a 2. Pelo grupo B, Foz do Iguaçu goleou Maripá por 13 a 1, enquanto Santa Helena passou por Ouro Verde do Oeste pelo placar de 5 a 1. No grupo C, Marechal Rondon derrotou Jesuítas por 4 a 1 e Nova Aurora venceu Itaipulândia por 3 a 0. Já no grupo D, Toledo superou Assis Chateaubriand por 3 a 2 e Quatro Pontes venceu Entre Rios do Oeste por 5 a 2.

 

Sub-21

Na classe sub-21, quatro partidas agitaram a 2ª rodada em Missal. No grupo A, os donos da casa venceram Nova Santa Rosa por 6 a 3. No grupo B, Foz do Iguaçu bateu Medianeira por 5 a 2. No grupo C, Quatro Pontes venceu Assis Chateaubriand por 2 a 0, enquanto no grupo D Toledo atropelou Ouro Verde do Oeste por 9 a 0.

Na próxima rodada serão conhecidos os vencedores de cada chave em ambas as categorias, que seguirão para a semifinal do Paraná Bom de Bola.

 

Feminino

No naipe feminino do Paraná Bom de Bola, que tem as disputas na categoria sub-16, Marechal Rondon e Toledo venceram Foz do Iguaçu e Missal por 2 a 0 e 5 a 0, respectivamente, e vão decidir o título na última rodada do quadrangular.

A programação oficial da 3ª rodada, que acontecerá no próximo fim de semana, pode ser conferida no site www.jogosescolares.pr.gov.br

 

O Presente

Clique aqui e participe do nosso grupo no WhatsApp

Facebook