Geral Páscoa

Crise do coronavírus não influencia na venda de peixes

Estrela na mesa dos cristãos no almoço de Sexta-feira Santa, peixe não ficou de lado nas compras feitas pelos rondonenses nesta semana. Peixarias do município atendem hoje (10) até o meio-dia (Foto: O Presente)

Uma das principais datas do calendário religioso do cristianismo é a Páscoa, comemoração que relembra a crucificação e celebra a ressurreição de Jesus Cristo. A celebração da Páscoa acontece durante a Semana Santa, período do cristianismo que tem início no Domingo de Ramos, dia que marca a entrada de Cristo em Jerusalém. A Semana Santa termina no domingo de Páscoa, dia da ressurreição de Cristo.

Durante o período, os fiéis observam muitas práticas e tradições que são ligadas principalmente ao catolicismo, e uma das mais conhecidas diz respeito à abstinência de carne na Sexta-feira Santa.

Casa do Eletricista – TORNEIRAS ELÉTRICAS

Em vista disso, na semana que antecede a Páscoa aumenta a procura de peixes no comércio.

Em Marechal Cândido Rondon, mesmo diante dos impactos econômicos da crise do coronavírus, o que fez muitas famílias direcionarem seus gastos e “fecharem as mãos”, a venda de pescados cresceu em torno de 30% no período que antecede a Páscoa.

Por ser uma data tradicional, a maioria dos comércios especializados em peixes se preparou para receber um grande fluxo de clientes atrás de carne branca.

Na Zanatta Pescados, o proprietário Alan Zanatta, conta que nesta Semana Santa, assim como nas outras, o movimento foi grande no estabelecimento. “Nessa época vendemos muito bem. Nós temos a criação própria de uma variedade de peixes, então temos que valorizar o nosso produto”, salienta.

Com a crise do coronavírus, houve um receio de que as pessoas poderiam deixar de investir em pescado, todavia, conforme Zanatta, as vendas se mantiveram. “Comparando com o ano passado, inclusive, aumentou uns 30% o movimento, mesmo com a crise que estamos passando”, expõe.

A Zanatta Pescados possui criação de algumas espécies de peixes, como tilápia, carpa e pacu. “O restante dos produtos que oferecemos para os clientes compramos de importadores, como salmão, camarão e uma série de produtos diferenciados que encontramos na peixaria”, comenta.

 

Nas peixarias de Marechal Rondon é possível encontrar os mais variados tipos de peixes (Foto: O Presente)

 

MAIOR PROCURA

Apesar da grande variedade de peixes à disposição em seu estabelecimento, Zanatta aponta que a maior procura todos os anos é pelo filé de tilápia, que representa aproximadamente 80% das vendas da peixaria. “O salmão também é um produto muito procurado pela população, seja pelo seu sabor inconfundível e pela sua versatilidade no preparo”, comenta.

Ele diz que a pandemia de Covid-19 não influenciou no preço dos pescados. “Tivemos um leve aumento há uns seis meses, por conta da escassez de peixes no mercado, devido ao alto consumo”, relata.

Para quem deixou a procura por pescados para a última hora, a Zanatta Pescados atende hoje (10) das 08 às 12 horas. No sábado o estabelecimento estará fechado.

 

Alan Zanatta, proprietário da Zanatta Pescados: “Comparando com o ano passado, aumentou uns 30% o movimento, mesmo com a crise que estamos passando” (Foto: O Presente)

 

VENDAS POSITIVAS

Na Peixaria Grande Lago também foram registradas vendas superiores neste ano, em comparação com o ano passado. Segundo o proprietário Odair Cunico, as vendas nesta semana estão sendo bastante positivas. “Esperamos um movimento maior para esta sexta-feira (hoje)”, expõe.

 

VARIEDADES

De acordo com Cunico, o estabelecimento comercializa filé de tilápia, que representa o maior volume de vendas da peixaria, além de peixes de rio, como pacu, armado, traíra e corvina. “Há uma variedade diversificada de produtos para os nossos clientes. Eles encontram desde peixes inteiros, para assar, fritar, além de filés”, informa.

Hoje, o atendimento na Peixaria Grande Lago é das 08 às 12 horas. No sábado o atendimento será no mesmo horário.

 

Odair Cunico e Zenaide Kempfer, proprietários da Peixaria Grande Lago: “Registramos vendas superiores neste ano, em comparação com o ano passado. E esperamos um movimento maior para a sexta-feira (hoje)” (Foto: O Presente)

 

O Presente

 

Clique aqui e participe do nosso grupo no WhatsApp

TOPO