Pref. Pato Bragado – Dengue 2019
Geral Agroecologia

Potencial em fruticultura enfoca cultivo do morangueiro na região

A forma de abordagem foi definida junto com o Instituto Agronômico do Paraná (Iapar) e Secretaria de Agricultura, para tornar o curso mais didático (Foto: Divulgação)

A busca por alternativas de cultura tem na fruticultura um potencial a ser explorado na região Oeste do Paraná, conforme o corpo técnico da Cooperativa de Trabalho e Assistência Técnica do Paraná (Biolabore). O cultivo do morangueiro em sistema convencional e agroecológico entra neste contexto. O tema foi trabalhado por intermédio de um curso teórico e prático em Santa Tereza do Oeste.

O técnico responsável, Rafael de Souza Torezan teve apoio do Instituto Agronômico do Paraná (Iapar), de Santa Tereza do Oeste, onde ocorreu uma oficina de 4 horas.  À tarde foi desenvolvida a parte prática na Vila Rural do município.

Casa do Eletricista folha LORENZETTI

Dentre as atividades estiveram a escolha de variedades, morfologia e botânica, planejamento produtivo, sistemas de cultivo, integração, pragas e doenças, colheita e pós-colheita.

Em consenso com a Secretaria de Agricultura de Santa Tereza do Oeste foi avaliada a necessidade de efetuar um conjunto de cursos voltado a realidade dos sistemas de fruticultura para a região de Santa Tereza do Oeste e Cascavel. Em enfoque estão cultivos de uva, amora preta e morango.

A forma de abordagem foi definida junto com o Instituto Agronômico do Paraná (Iapar) e Secretaria de Agricultura, para tornar o curso mais didático.

Entre os participantes estiveram produtores de Cascavel, Toledo, Santa Tereza do Oeste, Jesuítas e Lindoeste. Entre agricultores, técnicos e estudantes houve a participação de 40 pessoas.

 

Com assessoria 

TOPO