Marechal Especial O Presente

“O comércio tem muita força para a nossa economia”, diz Marcio Rauber

Prefeito Marcio Rauber: “A diferença entre comprar no município em que você vive e comprar em outra cidade é que você está ajudando a desenvolver aquela localidade e não a que você mora. As compras no nosso comércio ajudam a solidificar as empresas que aqui estão instaladas e, por consequência, a recolha de tributos que ficam no município” (Foto: Leme Comunicação)

 

Marechal Cândido Rondon, com mais alguns municípios do Oeste paranaense e a Região Metropolitana de Londrina, foram as únicas regiões do Estado que apresentaram crescimento comercial, segundo a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio). Somando 6,32% a mais do que em 2017 (a comparação é relativa aos meses de julho do ano passado e de 2018), este é o dado que o prefeito do município, Marcio Rauber, exalta ao ressaltar a força do comércio rondonense na geração de riquezas. “Isso mostra que diferente de outros lugares do Estado, em que a economia oriunda do comércio caiu, a nossa cresceu, resultado da força do nosso comércio”, menciona Rauber.

Todavia, o prefeito diz que o comércio não pode ser tratado de forma isolada. Ele avalia que o resultado positivo do crescimento comercial municipal é uma consequência do setor primário local, que fortalece os demais setores e permite bons resultados. “Não podemos falar do comércio isoladamente, temos que falar do todo, porém, de fato, o comércio rondonense tem muita força para a nossa economia”, enaltece.

 

Reflexos

Rauber afirma que tudo aquilo que ocorre na área comercial reflete na administração pública, tendo em vista que o recurso que a municipalidade detém para a realização de serviços e obras públicas é oriundo da arrecadação dos governos federal, estadual e também municipal. “A diferença entre comprar no município em que você vive e comprar em outra cidade é que você está ajudando a desenvolver aquela localidade e não a que você mora. As compras no nosso comércio ajudam a solidificar as empresas que aqui estão instaladas e, por consequência, a recolha de tributos que ficam no município”, menciona. “Tributo recolhido fora de Marechal Rondon não volta para Marechal Rondon”, enfatiza.

O prefeito exalta que é o comércio local que proporciona o retorno de benefícios para todos os cidadãos, sendo que por meio dos impostos arrecadados o Poder Público investe no asfalto dos bairros, nos uniformes aos estudantes, na manutenção dos partos no Hospital Municipal, entre muitos outros investimentos.

 

Qualificação da mão de obra

De acordo com dados da Secretaria da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos (Seju), o Sistema Nacional de Emprego (Sine) de Marechal Cândido Rondon aumentou em quase 30% a efetividade da colocação de profissionais no mercado de trabalho rondonense. “Em 2015, a efetividade do Sine era de apenas 5% e neste ano chegamos a 32%. Isso é reflexo do trabalho que temos feito em favor das empresas rondonenses, principalmente na qualificação de pessoal e na colocação dessas pessoas no mercado de trabalho”, salienta Rauber.

Ele destaca também a atuação da Sala do Empreendedor, localizada no paço municipal, que tem como objetivo incentivar a legalização de negócios informais e apenas neste ano já realizou 16 mil atendimentos, com expectativa de chegar próximo aos 17,5 mil até o fim de 2018. “Em 2015, este número estava em seis mil”, contrapõe.

O prefeito menciona que a municipalidade proporcionará, até o fim de 2018, a qualificação de mais de 900 pessoas por meio das carretas móveis do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), que oferta cursos gratuitos para soldador, manutenção industrial, elétrica industrial, azulejista, mecânica e refrigeração. “Além disso, já temos abertas as inscrições do Instituto Federal do Paraná (IFPR) para os cursos de Técnico em Meio Ambiente, em Vendas, em Administração e em Gestão Pública, com previsão de abertura do Curso de Programação CNC, NR 10 e NR 35”, ressalta.

Por uma demanda do Núcleo Setorial de Informática Rondon – IT, em parceria ao Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), também será ofertado, no próximo ano, o curso gratuito de Programador Web. “Estamos avançando muito não só na geração de emprego, mas também na qualificação, na oportunidade e na colocação das pessoas no mercado de trabalho. Crescemos muito, continuamos em crescimento, mas ainda temos muito o que fazer e não apenas pelo comércio, mas também pela agricultura, indústria e profissionais liberais de Marechal Rondon”, enfatiza Rauber.

 

O Presente

 

Para conferir o conteúdo do jornal especial “Prestigie o comércio local” acesse aqui

TOPO