Ford Show Rural
Ecoville – Maior rede de limpeza
Municípios Novo recorde

Compras e atrações de fim de ano influenciam na renda dos agentes ambientais

(Foto: Divulgação)
  • (Fotos: Divulgação)

  • (Fotos: Divulgação)

  • (Fotos: Divulgação)

  • (Fotos: Divulgação)

  • (Fotos: Divulgação)

  • (Fotos: Divulgação)

  • (Fotos: Divulgação)

A Usina de Reciclagem do município de Santa Helena bateu novo recorde em processamento de materiais recicláveis ultrapassando 110 toneladas no mês de dezembro e este resultado está sendo atribuído ao aumento significativo das compras de Natal e a demanda turística do final do ano.

Nesta época, a população compra presentes e o dinheiro do décimo terceiro circula no comércio local o que resulta em mais embalagens plásticas, caixas de papelão, entre outros objetos que são descartados e chegam até a Usina. Além disso, a demanda turística registrada no fim de ano potencializou o consumo em bares, restaurantes e no Balneário, promovendo, da mesma forma, o crescimento no volume de recicláveis.

Casa do eletricista MINIESCAVADEIRA

A expectativa dos agentes ambientais para janeiro também é de um excelente resultado financeiro, pois além das 110 toneladas já comercializadas, o “estoque” está sobrecarregado e as vendas não devem ser menores do que dezembro.

Após o processamento, o lixo que já não é mais lixo, é comercializado com empresas da região e proporciona renda para 75 pessoas que atuam na Usina de Reciclagem: “Quanto mais os Agentes Ambientais processam mais eles recebem”, lembra a diretora do departamento de Coleta e Reciclagem, Yara Fernanda Beling.

Atualmente, o Município mantém um contrato com a Associação dos Agentes Ambientais de Santa Helena que consiste no repasse financeiro por tonelada e o valor altera de acordo com a produção mensal. Acima de 110 toneladas por exemplo, eles recebem R$650,00 a cada mil quilos.

O presidente da associação é Valdevino Lazarotto e para ele é momento de agradecer a população pela separação dos resíduos pois sem esse trabalho, não há movimentação na Usina: “A população está de parabéns por entender a importância do nosso trabalho e quando o reciclável é separado do orgânico, o dia a dia dos trabalhadores é muito melhor,” explica.

Conforme Yara, é importante a compreensão dos cidadãos pois são santa-helenenses que dependem exclusivamente Usina de Reciclagem e que também mantêm a cidade limpa: “Nosso Município é referência em coleta e separação do lixo e queremos continuar nesse patamar. Parabenizo os Agentes Ambientais pela dedicação no trabalho e também a população, que está cada vez mais consciente sobre a importância da classificação,” afirma a responsável pela Usina.

 

Com assessoria

TOPO