Municípios 36 confirmados ao todo

Junho começa com quatro novos casos de coronavírus confirmados em Toledo

(Foto: Warley Andrade/TV Brasil)

Denise Liell (secretária de Saúde) e Fernando Pedrotti (médico), integrantes do Centro de Operações Emergenciais (COE), trouxeram os dados mais recentes sobre o novo coronavírus em Toledo nesta segunda-feira (1º de junho), que agora soma 36 casos confirmados ao entrar na 12ª semana da pandemia em Toledo. De acordo com a secretária Denise Liell, a expectativa de duração da pandemia é em torno de 20 semanas, “mas a sensação é que estamos no meio da turbulência ou se chegamos ao topo. Mas parece que não e sim estamos numa curva ascendente de casos”, avaliou. A maior preocupação agora é a transmissão comunitária, algo já confirmado no fim de semana e reforçado agora com a divulgação dos novos casos.

Este novo caso de transmissão comunitária é de uma mulher de 41 anos que apresentou sintomas no dia 21 de maio – coriza, tosse, dor muscular, dor de cabeça, perda do paladar e do olfato. Ela evolui bem e está em isolamento domiciliar.

Casa do Eletricista – RETOMA

O segundo caso é de uma mulher de 32 anos e apresentou os primeiros sintomas no dia 24 de maio. Ela teve febre, tosse, dor muscular, dor de cabeça, perda do paladar e do olfato. A diferença é que, cinco dias antes de apresentar os sintomas, ela precisou ir a Cascavel. Neste caso específico não há como afirmar onde esta senhora contraiu o vírus.

 

CASOS CONHECIDOS

Os outros dois casos confirmados nesta segunda-feira (1º) são de mulheres que tiveram contato com casos já confirmados. Uma senhora de 55 anos apresentou febre, tosse, dor de cabeça e falta de ar no dia 10 de maio. Ela já está recuperada, mas só houve a confirmação agora.

Por fim, uma mulher de 49 anos teve sintomas no dia 21 de maio- febre, dores musculares, coriza nasal e tosse – e está em isolamento domiciliar com boa evolução.

 

FISCALIZAÇÃO

Denise Liell adiantou que esta semana haverá uma reunião em Cascavel com representantes das regionais das duas cidades. “Tudo que acontece em Cascavel impacta em Toledo e por isso precisamos ser ouvidos”, comentou a secretária de Saúde, lembrando que o COE tem se reunido regularmente e a Secretaria de Saúde tem feito o acompanhamento dos casos. “Neste sentido precisamos dizer à comunidade que temos de tomar decisões maduras, refletir e pensar sempre na segurança sanitária e no equilíbrio econômico”, disse ela, destacando que as decisões buscam minimizar as consequências para a sociedade.

Denise Liell afirmou ainda que uma comissão de fiscalização do uso de máscaras será reforçada. Além dos servidores que já estão realizando este trabalho, novos servidores terão status de autoridades sanitárias a fim de orientar as pessoas sobre o uso da máscara e sua importância na proteção.

Outros aspectos, como higienização das mãos e uso do álcool em gel, também serão abordados por estes servidores.

 

Com Jornal do Oeste

Clique aqui e participe do nosso grupo no WhatsApp

TOPO