Pref. Pato Bragado – Dengue 2019
Municípios Toledo

Lago Municipal deve receber quase R$ 2,4 milhões em investimentos

Na primeira fase, a maior parte do investimento estará voltada as melhorias no calçamento em torno ao Lago (Foto: Divulgação)

Aproximadamente R$ 2,4 milhões devem ser investidos no Lago Municipal de Toledo em 2019. A Casa do Tarzan, o Aquário, a Usina do Conhecimento e parte do calçamento deverão receber reformas e melhorias. Alguns trabalhos da primeira etapa das obras tem previsão para iniciar ainda no mês de janeiro.

“A Casa do Tarzan irá receber uma reforma completa, pois será a nova sede da Secretaria”, destaca o secretário municipal de Meio Ambiente Neudi Mosconi. “Somente nessa estrutura os investimentos devem chegar próximo a R$ 98 mil”.

Casa do Eletricista folha LORENZETTI

O secretário acredita que no prazo de dez dias devem iniciar as pinturas do Aquário Municipal. O processo está em fase de homologação e assim que tiver o resultado, as obras devem ser iniciadas. Os valores aplicados podem ficar em torno de R$ 17 mil.

Em relação ao calçamento, Mosconi pontua que nessa primeira fase deve ser reformado o espaço de abrangência em torno do Lago. “Nesse processo será aplicado o valor aproximado de R$ 2 milhões. Ainda não será possível reforma a calçada na área do espaço verde”, justifica.

 

Usina do conhecimento

Desde abril de 2013, o prédio da Usina do Conhecimento está desativado. “Entregue aos pombos” nos últimos anos, o local também irá receber uma reforma. Contudo, ainda não está definida para qual finalidade a estrutura será utilizada.

Sobre as obras, o secretário comenta que o local irá receber, nessa primeira etapa, reforma do forro e parte estrutural gera, além dos serviços de pintura. Somente na segunda fase serão feitas melhorias no piso e na parte de paisagismo, essas reformas devem ocorrer no mês de abril. A previsão é que sejam aplicados aproximadamente R$ 300 mil.

“Com as reformas e melhorias finalizadas o espaço deverá ser utilizado novamente. Estamos em processo de analise junto a Secretaria Municipal de Educação e outras entidades afins para definirmos o destino da estrutura. A ideia é promover algo voltado à educação ambiental”, declara Mosconi.

 

Estrutura

Durante anos, a estrutura abrigou a Secretaria Municipal do Meio Ambiente. Em março de 2013, os servidores tiveram que mudar para outro local devido às más condições do espaço. Infiltração, insalubridade, goteiras no teto, riscos de doença transmitida pelas fezes de pombas, excesso de aves, foram alguns dos principais problemas apontados em um parecer da Vigilância Sanitária que interditou o funcionamento.

 

Com Jornal do Oeste 

TOPO