Municípios Otimização de tempo

Postos de saúde ou UPA: você sabe qual lugar procurar em Marechal Rondon?

Pensando em otimizar o tempo dos rondonenses e melhorar constantemente o atendimento (Foto: Divulgação)

Pensando em otimizar o tempo dos rondonenses e melhorar constantemente o atendimento, uma divisão dos serviços prestados na área de saúde, a partir dos sintomas ou fatos ocorridos está sendo divulgada pela Secretaria de Saúde de Marechal Cândido Rondon.

Os pacientes devem buscar as Unidades Básicas de Saúde (UBS), em casos de tosse e sintomas gripais; cefaleia crônica (dor de cabeça); dor de garganta; diarreia e vômito; dores antigas; alergias antigas; conjuntivites; abscessos, feridas e problemas dentários. Também são oferecidos nas UBS’s os serviços de curativos e retirada de pontos, trocas de sondas, troca e avaliação de ostomia, preventivos, pré-natal, renovação de receitas, vacinas, exames e consultas de rotina, acompanhamento médico, da pressão arterial e diabetes, encaminhamentos gerais e de especialidades.

Já na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 Horas, localizada na esquina das ruas Presidente Costa e Silva e Amapá, são atendidos os casos de sintomas de infarto ou dor torácica; desmaios; crise hipertensiva; diabetes descompensada; crise de asma ou falta de ar; convulsão; dor súbita ou aguda; dor abdominal intensa; queimaduras; febre alta; alergias súbitas; hemorragias; sintomas de AVE (derrame); cortes ou suturas; picadas de animais peçonhentos; fraturas, entorse ou luxação; choque elétrico; agressões físicas diversas e acidentes de trânsito ou de trabalho.

 

Verde e Azul

A cor verde, usada para classificação de casos considerados pouco urgentes e que podem aguardar até cerca de 120 minutos para o atendimento ambulatorial, respeitando grupos prioritários se refere a pessoas com idade acima dos 60 anos, gestantes ou deficientes físicos sem sinais clínicos de alarme. Também se enquadram, casos de dor de cabeça, dor moderada em outras partes do corpo, abcesso, vômito e diarreia sem sinais de alarme, alteração da consciência, fraqueza, desidratação ou sangramentos.

Nesses casos, a recomendação é procurar primeiro o atendimento em uma UBS ou Estratégia Saúde da Família (ESF). Os casos acolhidos nestas unidades poderão ser referenciados à Unidade de Pronto Atendimento (UPA), conforme avaliação de gravidade.

Já a cor azul, considerada não urgente, em que se pode aguardar até 240 minutos, caso o paciente esteja na UPA, contempla: sintomas iniciados há mais de uma semana, como dores leves e lesões de pele, e o acompanhamento de doenças crônicas. Estes casos devem ser tratados, inicialmente, nas UBS e ESF (postos de saúde).

 

Com assessoria

TOPO