Municípios Santa Helena

Terraplenagem do frigorífico da Friella deve ser concluída até fim do ano

Equipe técnica da Friella se reuniu com autoridades e lideranças do município para tratar do andamento do processo de instalação do frigorífico de suínos no município (Foto: Divulgação)

 

A equipe técnica da Friella esteve em Santa Helena na última terça-feira (09) para reunião com o prefeito em exercício Paulo Julio Vasata, secretários municipais e vereadores, ocasião em que falou sobre o andamento do processo de instalação do frigorífico de suínos no município.

A principal preocupação da empresa referia-se à liberação de licença por parte do Ministério da Agricultura e, segundo os representantes, já existe sinalização positiva quanto a isso. Analistas do Ministério estão avaliando as plantas e em frequente contato com a direção da empresa para ajustes e mudanças que por ventura possam ser necessárias.

Casa do Eletricista – TORNEIRAS ELÉTRICAS

Após a liberação da licença, a Friella iniciará por conta própria a terraplenagem do terreno para que no início de 2020 comecem as obras por meio dos incentivos do município. “Queremos deixar o solo preparado até o fim do ano para já nos primeiros meses do ano que vem iniciarmos as construções do frigorífico”, comentou o diretor técnico da Friella, João Bandeira.

O município, por sua vez, pretende ampliar ainda mais os incentivos que oferece aos suinocultores como forma de incentivar a construção de novas pocilgas nas propriedades rurais para que, paralelamente à edificação do complexo industrial, haja o crescimento do número de granjas, a fim de oferecer matéria-prima local para o abate. “Os agricultores de Santa Helena que têm interesse em ampliar a atividade ou mesmo iniciar no ramo já podem providenciar documentações e licenças necessárias”, enaltece Bandeira.

NÚMEROS

Conforme levantamento da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento, Santa Helena fechou 2018 com 900 mil suínos destinados ao abate, 412 mil leitões para recria, 296 mil reprodutores e 1,6 mil matrizes. Estes dados, de acordo com Vasatta, comprovam a aptidão do município para a suinocultura e a combinação da Friella com os incentivos da administração municipal alavancará ainda mais estes números, gerando, sobretudo, renda aos produtores e emprego à população.

Durante a reunião também foi discutida a realização de um chamamento público para que o município possa iniciar atendimento e assistência aos interessados em construir novas pocilgas.

 

Com assessoria

TOPO