Copagril
Paraná Longevidade

Paranaense de 117 anos pode ser um dos homens mais velhos do mundo

Foto: Reprodução/RPC TV

Sebastião Batista dos Santos pode ser um dos homens mais velhos do mundo. Com 117 anos, o centenário, que mora em Coronel Vivida, no sudoeste do Paraná, gosta de passar o tempo na varanda de casa tocando a gaita que ganhou dos amigos. O segredo da longevidade, é a alegria, ele está sempre sorrindo.

“Estou sempre alegre, graças a deus! A riqueza que Deus me deu foi essa, sou pobre mas alegre”, se diverte o centenário.

Casa do Eletricista ESCAVAÇÕES

Outra paixão é a horta. Há uma semana ele plantou pés de mandioca no quintal de casa com a ajuda da filha e da neta. Seu Sebastião teve uma doença e ficou um pouco debilitado, mas ainda espera voltar a cuidar das plantas. “Estou com esperança que daqui mais uns dias já vou de novo limpar, plantar mais um pouco. Tenho esperança de trabalhar mais um pouco ainda”, diz Sebastião Batista dos Santos, de 117 anos.

A filha de Sebastião diz que muitas pessoas chegaram a duvidar da idade do pai. “Algumas pessoas não acreditavam que ele tinha essa idade. A gente apresentava a identidade e o CPF, mas aí perguntavam se tínhamos o registro de nascimento. Não tínhamos”, conta Joceli Santos.

Depois de saber da história do centenário, os técnicos do Instituto de Identificação do Paraná foram pesquisar os registros e conseguiram confirmar, Sebastião nasceu em 15 de março de 1902. Com ajuda dos servidores, ele recebeu a certidão de nascimento e uma nova carteira de identidade.

“A gente tinha uma certidão dele lá no setor de microfilmagem quando ele fez a primeira identidade nos anos 70”, explicou o papiloscopista Roque da Silva.

Agora, com toda documentação oficial, Sebastião pode até ser reconhecido como o homem mais velho do mundo. A assessoria do Instituto de Identificação do Paraná entrou em contato com o livro mundial dos recordes que está analisando o caso. A expectativa é de que a resposta seja enviada em até seis meses.

 

Com RPC TV

TOPO