Fale com a gente

Policial Policiamento no interior

Operação Permanente de Segurança Rural é lançada em Marechal Rondon

Publicado

em

(Fotos: Andressa Trentin/OP)

Na tarde desta sexta-feira (1º), aconteceu o lançamento oficial da Operação Permanente de Segurança Rural em Marechal Cândido Rondon, durante evento na sede da 2ª Companhia do 19º Batalhão de Polícia Militar.

O programa é executado em nível de Paraná pela Polícia Militar (PM) e a região de Marechal Rondon foi contemplada. “Foram formados 228 policiais militares em todo o Estado, os quais vão formar 76 equipes de patrulha rural. A sede do Batalhão da PM em Toledo tem três equipes, sendo uma em Marechal Rondon”, enaltece o comandante da 2ª Cia da PM rondonense, capitão Daniel Zambon.

Estão à frente da Patrulha Rural em Marechal Rondon o Sargento Aldemiar e o Soldado Gregório.

Estiveram presentes no lançamento oficial o comandante do 19º Batalhão de Polícia Militar (BPM), major Renato Marchetti; o subcomandante do 19º BPM, major Valmir de Souza; o comandante do Batalhão de Polícia de Fronteira (BPFron), tenente coronel André Cristiano Dorecki; o prefeito de Marechal Rondon, Marcio Rauber; o secretário municipal de Mobilidade, Welyngton Alves da Rosa; o presidente do Conselho comunitário de Segurança (Conseg), Victor Morel; representando o presidente do Sindicato Rural rondonse, Edio Chapla, a secretária executiva Tatiana Daniele Schneider; e os vereadores Vanderlei Sauer e Dionir Briesch.

Amparo tecnológico

Conforme comunicado no lançamento, a operação visa levar tranquilidade e qualidade de vida ao meio rural por meio de visitas, policiamento, patrulha e outras ações, aproximando a polícia à comunidade e prevenindo e reprimindo furtos e roubos no campo. “É um programa que tem coordenação própria. Existia anteriormente e ganhou uma nova roupagem com mais amparo tecnológico. Hoje, os nossos softwares foram desenvolvidos para uso no celular. Então, são práticos e rápidos, o que permite uma conexão mais rápida da polícia com os agricultores”, destaca.

Zambon destaca que o atendimento já acontecia por meio da RPA, que se dividia com atividade urbana e rural, mas agora Marechal Rondon conta uma equipe especializada. “Agradeço ao BPFRon, que já estava com uma equipe de patrulhamento rural e continua”, ressalta ele, acrescentando: “A expectativa é conseguir dar uma resposta melhor para o morador do campo. Assim que tivermos a formação das escolas, vamos ampliar ainda mais esse programa, tendo em vista que a predominância da região é de produtores rurais”.

Equipe rondonense

Por meio dessa rede, a população da área rural tem um canal facilitado para acionar a PM, passar demandas e informar movimentações suspeitas. “Em breve, os policiais vão visitar propriedades para fazer um cadastro para ter todas as informações do meio rural em uma planilha. Inclusive, utiliza-se o Google Maps e a gente pode abrir o mapa para verificar de onde veio a solicitação”, pontua.

Policiais selecionados tiveram duas semanas de curso específico para trabalhar nessa modalidade, incluindo o uso de sistemas inteligentes. “Será feito o cadastro das propriedades e das linhas rurais, mapeando a região para que a gente possa chegar mais rápido em caso de ocorrências. Além disso, o programa disponibilizou armas de maior potência e viaturas novas”, detalha o comandante, mencionando que a 2ª Cia recebeu três veículos do programa.

Em Marechal Rondon, o sargento Aldemir e o soldado Gregório foram voluntários para fazer o curso de Segurança Rural. “Em uma situação de normalidade, esses policiais vão manter o patrulhamento e cadastramento dos agricultores. Com alguma demanda criminal, rapidamente através desses softwares nós vamos acionar mais equipes para fazer o policiamento e dar uma resposta ao que tiver acontecendo”, explica.

O Presente

Clique aqui e participe do nosso grupo no WhatsApp

Facebook