Copagril – Sou agro com orgulho
Política Política

Assembleia só retoma sessões presenciais em 2021; deputados terão que fazer exames

(Foto: Divulgação)

A Assembleia Legislativa anunciou hoje que só retomará as sessões plenárias presenciais a partir de fevereiro de 2021. Desde 23 de março, por causa da pandemia do Covid-19, os deputados suspenderam as reuniões no plenário, adotando o sistema de votações remoto através de computadores, tablets ou celulares, com os parlamentares em seus gabinetes, residências ou escritórios políticos. Apenas os deputados da Mesa Executiva, assessores e funcionários tem comparecido presencialmente ao plenário. Além disso, também está proibida a presença de público nas galerias do plenário durante as votações.

Deputados de oposição, entre eles o líder da bancada do PT, Tadeu Veneri, vem cobrando a retomada das sessões presenciais. Eles alegam que o governo tem aproveitado as sessões remotas, sem a presença de público, para fazer passar projetos polêmicos, evitando assim a pressão de servidores públicos e outras categorias sobre os parlamentares. “Não podemos passar mais um ano ou seis meses desse jeito”, disse Veneri ontem, apontando que durante a campanha eleitoral, muitos deputados participaram de aglomerações. “Devemos pensar na volta. Não podemos continuar eternamente fechados”, concordou o deputado Recalcati (PSD).

Casa do Eletricista – Temporizador Jardim

Primeiro-secretário da Assembleia, o deputado Luiz Cláudio Romanelli (PSB) afirmou que a decisão de só retomar as sessões presenciais em 1º de fevereiro já está tomada. “Mesmo que alguns questionem, se tivermos que voltar antes de uma vacina eficaz, vamos usar a plataforma zoom para os que não se sentirem seguros”, explicou, sobre o sistema de votação remoto.
Presidente da Assembleia, o deputado Ademar Traiano (PSDB) confirmou a intenção de só retomar as sessões presenciais no ano que vem. “Acho que é prudente a gente ter essa cautela. Nesse ano, na minha visão, não podemos voltar”, defendeu.

Traiano afirmou ainda que quando as sessões presenciais forem retomadas, os deputados terão que se submeter a exames periódicos. “Temos que exigir o mesmo que faz um time de futebol. Deputados terão que se submeter ao exame PCR, para que tenhamos controle absoluto”, disse. “É lógico que a campanha eleitoral, perdeu-se o controle. Por isso é recomendado que todos os deputados fizessem o exame agora. Quem teve contato com a campanha aberta”, defendeu.

 

Com Bem Paraná

Clique aqui e participe do nosso grupo no WhatsApp

TOPO