Copagril – Sou agro com orgulho
Política Atrativo para filiações

Filiação de Bolsonaro ao PL deve alavancar partido em Marechal Rondon

Presidente do PL em Marechal Rondon, vice-prefeito Ilario Hofstaetter (Ila): “Bolsonaro fez mais de 23 mil votos em Marechal Rondon e temos tido várias ações e carreatas pró-presidente. O PL está de portas abertas e vamos receber aqueles que acreditam no presidente” (Foto: Divulgação)

A filiação do presidente Jair Bolsonaro ao Partido Liberal (PL), anunciada nesta semana, repercutiu de todos os modos na legenda: desde apoio até saída de filiados. Em vista disso, a direção nacional do PL decidiu flexibilizar o apoio dos diretórios estaduais na disputa presidencial de 2022.

O ato de filiação de Bolsonaro vai acontecer no próximo dia 22, em Brasília. Filiado a uma legenda, ele ser tornará apto a disputar a reeleição no ano que vem.

Casa do Eletricista ROWA

O presidente do PL em Marechal Cândido Rondon, vice-prefeito Ilario Hofstaetter (Ila), vê a chegada de Bolsonaro ao partido com bons olhos. “Qual partido político não quer ter o presidente ao seu lado? O PL abriu as portas e Bolsonaro entendeu que era a melhor escolha. Havia vários partidos à disposição, mas a opção dele foi o PL. Foi uma boa escolha e eu vejo isso com bons olhos”, declarou ao O Presente.

Nied 2021 K1

Segundo Ila, como a notícia é “fresca”, ainda é cedo para fazer uma avaliação aprofundada sobre os impactos no partido com a adesão de Bolsonaro. “Temos vários filiados em Marechal Rondon e eu falo só por mim nesse momento: ele é bem-vindo e fiquei feliz”, reforça.

Combate Max Natal

 

Filiações em vista

Rui Sonho nov/dez 2

De acordo com o sistema do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o PL tem, atualmente, 177 filiados em Marechal Rondon. Contudo, o número deve crescer com a chegada de Bolsonaro, considera o presidente da sigla rondonense.

“Bolsonaro fez mais de 23 mil votos em Marechal Rondon e temos tido várias ações e carreatas pró-presidente. O PL está de portas abertas e vamos receber aqueles que acreditam no presidente. Eu sou uma das pessoas que também acredita na capacidade do presidente e é dessa forma que vamos agir”, expõe.

Apesar da expectativa de crescimento, Ila diz que não é possível prever uma quantidade de novos filiados. “É difícil falar, porque as pessoas podem ser seguidoras do Bolsonaro e, ao mesmo tempo, a linha do PL pode não ser a que desejam. Ainda é cedo para afirmar quantos filiados devem somar à legenda. Temos que aguardar, mas volto a frisar que o PL está de portas abertas”, enaltece.

Em relação à possibilidade de migração de lideranças rondonenses para outros partidos, por ocasião da janela partidária, no ano que vem, ele afirma ser “uma questão de conversa”. “Estamos falando de Marechal Rondon e talvez a conjuntura política do município seja diferente. Tem muita coisa para acontecer, então é cedo para fazer essas avaliações”, aponta.

 

Partido em ascensão

Até 2020, o PL era o 9º partido com maior número de filiados em Marechal Rondon. A legenda conta, atualmente, além do vice-prefeito, com dois vereadores eleitos: Rafael Heinrich e Valdir Port (Portinho), licenciado por estar à frente da Secretaria de Indústria, Comércio e Turismo. “O PL sempre cresceu em Marechal Rondon. Temos agora dois vereadores eleitos, secretário e vice-prefeito do partido. Com a vinda do Bolsonaro, pode ter certeza de que a legenda vai ficar cada vez mais forte”, prevê, ressaltando: “O PL de Marechal Rondon não é só o Ila. Temos um partido com pessoas envolvidas. Vamos nos reunir e pensar em qual rumo o PL vai tomar em nível de Marechal Rondon. Queremos partir para o crescimento e reconhecimento do nosso partido no município”, finaliza.

 

O Presente

Grupo Costa Oeste 2021

Clique aqui e participe do nosso grupo no WhatsApp

TOPO