Ecoville – Maior rede de limpeza
Esportes

Com homenagem à Chape, Atlético empata e garante vaga na Libertadores

Reprodução/Twitter

O Atlético Paranaense fechou o ano com chave de ouro no domingo (11 de dezembro). Jogando na Arena da Baixada, o time paranaense, que prestou homenagem à Chapecoense antes e durante a partida, com o escudo do time catarinense no meio do peito, ficou no 0 a 0 contra o Flamengo e garantiu vaga na próxima Copa Libertadores da América graças à derrota do Corinthians (3 a 2 para o Cruzeiro).

Casa do eletricista TRATAM. E ACESS.

Para o duelo contra o time carioca, que ainda lutava para garantir o vice-campeonato, a torcida atleticana lotou as arquibancadas da Arena da Baixada, com mais de 38 mil torcedores no estádio. A festa tinha motivo: além da boa campanha no Brasileirão, o Atlético também retomou o rumo dos títulos com a conquista do Paranaense, encerrando um jejum que perdurava desde 2009, e teve ainda a consagração de um jogador na seleção brasileira (Weverton, campeão olímpico).

Com o empate dentro de casa, o clube paranaense mantém a invencibilidade de 42 anos como mandante diante do Flamengo em Campeonatos Brasileiros e chega aos 57 pontos no Brasileirão. Como o Botafogo derrotou o Grêmio fora de casa, por 1 a 0, o Atlético fica em 6º lugar e o alvinegro carioca, em 5º. Já o Flamengo, com 71 pontos, cai para a terceira colocação com a vitória do Santos diante do América-MG (1 a 0).

O Jogo

Para o jogo derradeiro, Paulo Autuori contou com todo o grupo à disposição. Com isso, Nikão retomou a condição de titular, com Lucas Fernandes indo para o banco. Na lateral-esquerda, Sidcley venceu a disputa com Nicolas por uma vaga no onze inicial. O elenco comandado por Zé Ricardo, por sua vez, tinha desfalques importantes. O zagueiro Rafael Vaz e o meia Diego estavam suspensos, sendo substituídos por Juan e Alan Patrick.

No começo, quem ditou o ritmo foi o Flamengo, que chegou a ter 63% da posse de bola e criou a 1ª chance de gol, com Everton cabeceando no travessão. Depois, porém, recuou, marcando no seu campo de defesa, o que possibilitou ao Atlético equilibrar o duelo. Ao final do 1º tempo, as estatísticas mostravam 64% de posse para o Furacão, que somou cinco finalizações contra quatro do rival. Faltava efetividade dos dois lados.

No 2º tempo, o time paranaense alcançou uma superioridade ainda mais notável e criou boas chances de gol em chutes de fora da área. A emoção maior, contudo, foi nas arquibancadas, com quem estava com a orelha colada no rádio. Com a vitória do Botafogo no Rio Grande do Sul, o Atlético tinha de vencer ou torcer por um tropeço do Corinthians em Minas Gerais. Os paulistas, contudo, fizeram 2 a 1. Mas não perdurou: em seguida tomaram o empate e, pouco depois, a virada do Cruzeiro. O Furacão, mesmo sem vencer, estava muito próximo de voltar a disputar a principal competição continental.

Para fechar o ano perfeito com chave de ouro, contudo, faltava um gol, um mísero gol. E ele não veio, com o 0 a 0 perdurando no placar. Um empate que custou ao Furacão R$ 1,25 milhões e ao Flamengo, R$ 3,4 milhões. É que se terminasse a competição na quinta colocação, o time paranaense receberia R$ 3,85 milhões em prêmio. Como ficou em 6º, receberá R$ 2,6 milhões. Já o time carioca deixou de receber alguns milhões a mais por ter perdido a 2ª colocação para o Santos na última rodada.

Principais lances

Primeiro tempo

5 Cruzamento do Pará, Everton se antecipa à Léo e cabeceia forte de dentro da área. A bola toca no travessão e vai para fora.

9 Léo faz o lançamento da defesa, Lucho González recebe dentro da área, nas costas da defesa, tenta dominar e a bola acaba sobrando para André Lima, que chega de peixinho. Muralha espalma.

12 Léo ganha de Jorge pela direita, avança até a linha de fundo e cruza na medida para André Lima cabecear. Réver chega junto do atacante e salva o Flamengo. Escanteio.

19 – Pablo abre espaço cortando da esquerda para o meio e chuta forte. A bola passa ao lado do gol.

29 Cruzamento da direita, a bola passa por Hernâni e sobra para Lucho González, que chega a tocar na bola, mas não consegue direcionar para o gol. Para fora.

32 Otávio recebe na intermediária, avança um pouco e chuta. A bola estufa a rede, mas pelo lado de fora. Passou raspando a trave.

Segundo tempo

2 Damião recebe na entrada da área, ganha a disputa com dois marcadores e chuta. A bola passa por cima, perto do gol. 

4 Hernâni recebe na intermediária, tira o marcador e ajeita para o chute de direita. Ele manda um canhão que obriga Muralha a saltar e espalmas. Quase o gol.

5 Atlético gostou de chutar. Agora é Pablo quem recebe na esquerda, corta para o meio e chuta. Muralha cai e defende.

7 Pablo chuta forte de fora da área novamente. A bola passa perto do travessão. 

12 Nikão vence a disputa pelo alto com Pará, deixa a bola quicar e chuta. Muralha cai e faz a defesa em dois tempos.

25 Hernâni chama Willian Arão para dançar, tira o marcador e chuta. A bola passa em frente ao gol e Muralha só acompanha.

32 Mancuello recebe na esquerda e manda um foguete. Weverton tira com a pontinha do dedo.

39 Hernâni recebe livre na intermediária, ajeita e chuta. Uma bomba. A bola passa raspando a trave. Muralha só torceu para ela sair.

TOPO