Pref. Marechal NATAL 2020
Pref. Pato Bragado COVID
Esportes

Copagril inicia preparação à temporada 2010

Foto: Maria Cristina Kunzler

Atual campe atilde; do Campeonato Paranaense de Futsal Chave Ouro, a equipe Copagril/Faville/Dal Ponte/Marechal C acirc;ndido Rondon iniciou ontem (1 ordm;) a pr eacute;-temporada deste ano. Os 12 jogadores do elenco se apresentaram ao t eacute;cnico Marquinhos Xavier e ainda na parte da manh atilde; foram submetidos a testes com o preparador f iacute;sico Roberto Nunes. Na parte da tarde os atletas come ccedil;aram os treinamentos f iacute;sicos no campo da Associa ccedil; atilde;o Atl eacute;tica Cultural Copagril (AACC).
Para a temporada, o t eacute;cnico ter aacute; agrave; disposi ccedil; atilde;o os alas Felipe Jos eacute; Bernardes da Silva, Dyego Henquique Zuffo, Fabricio Bastezini, Rafael Poffo, Carlos Eduardo Freitas Campanha (Edu) (ex-Umuarama Futsal) e Roberto Luiz da Silva (Betinho) (ex-Gar ccedil;a Futsal); os piv ocirc;s Dilvo Felipe Molossi Filho e Marcos Costa; os fixos Jorge Mario Eiras e Renan Dantas de Pontes; e os goleiros Leonardo Oliveira da Silva (L eacute;o), (ex-Uberl acirc;ndia) e William Garbrecht (Baranha) (ex-Joinville).
A primeira competi ccedil; atilde;o que o time rondonense participar aacute; est aacute; marcada para ser realizada entre os dias 24 e 27 de fevereiro. Trata-se da 2 ordf; Copa Cidade de Gramado de Futsal, que acontece na cidade ga uacute;cha. Al eacute;m da Copagril, o evento esportivo contar aacute; com a presen ccedil;a de importantes times, como o Joinville, atual campe atilde;o catarinense e atual campe atilde;o da Copa Cidade de Gramado; Carlos Barbosa, equipe destaque de 2009, que conquistou a Liga Nacional, a Ta ccedil;a Brasil e o campeonato ga uacute;cho; e a Cortiana, que investiu bastante para a atual temporada do futsal nacional. ldquo;Ser aacute; um torneio forte, que nos dar aacute; a possibilidade de fazer uma avalia ccedil; atilde;o rdquo;, comenta o t eacute;cnico Marquinhos.
Para o decorrer do ano, o grupo de Marechal Rondon vai competir ainda na Chave Ouro, prevista para come ccedil;ar na segunda quinzena de mar ccedil;o, a Liga Nacional, que deve iniciar em abril, a Ta ccedil;a Brasil em novembro e os Jogos Abertos, que devem ocorrer na segunda metade do ano, em data ainda a ser definida. ldquo;Nosso investimento e a qualidade do elenco nos habilita a sonhar com uma poss iacute;vel conquista da Chave Ouro. A Liga Nacional eacute; uma competi ccedil; atilde;o muito complicada e dif iacute;cil. Ano passado contou com 19 equipes e este ano ser atilde;o 21, ou seja, aumentaram dois concorrentes na briga pelo t iacute;tulo rdquo;, avalia o treinador.

Equipe
Marquinhos diz que a expectativa eacute; muito boa para a temporada de 2010, at eacute; porque a diretoria manteve uma boa base do grupo do ano passado. ldquo;De todos que pretend iacute;amos renovar o contrato perdemos apenas um atleta, que foi o Bruno Souza. Os demais que est atilde;o completando o grupo s atilde;o atletas que buscamos um perfil para se adequar ao trabalho que j aacute; iniciamos no ano passado. Ent atilde;o estamos dando continuidade na nossa metodologia de trabalho e uma garantia de ter uma tranquilidade em raz atilde;o de termos conseguido um bom objetivo, que era sermos campe otilde;es. Isso nos d aacute; uma certa tranquilidade, mas n atilde;o diminui a nossa responsabilidade. Vamos buscar novas metas, mas tirou aquela cobran ccedil;a excessiva pelo primeiro t iacute;tulo rdquo;, aponta.

Casa do Eletricista – NÃO PAGUE AR

Diferencial
De acordo com o t eacute;cnico, o elenco possui um diferencial do ano passado. ldquo;Em 2009 t iacute;nhamos uma equipe com 50% de jogadores remanescentes do qual eu n atilde;o tinha contato, n atilde;o t iacute;nhamos trabalhado juntos, e os outros 50% foram atletas contratados, destes 35% tamb eacute;m eram atletas que n atilde;o tinham trabalhado comigo. Isso gera um pouco de dificuldade no in iacute;cio. Essa dificuldade n atilde;o vamos ter este ano, porque renovamos o contrato de quase 70% dos jogadores e os 30% restantes s atilde;o atletas novos. Isso faz com que tenhamos uma seguran ccedil;a maior. No geral, se formos fazer uma avalia ccedil; atilde;o, a nossa equipe realmente eacute; uma das mais fortes tecnicamente no Estado. Resultado eacute; uma outra situa ccedil; atilde;o, mas tecnicamente eacute; um time que tem este suporte rdquo;, declara Marquinhos.

TOPO