Ford/Abradif/Rodovel Ranger
Esportes

Henrique se sente 100% e quer sequência com Mano

A ideia antiga de que um bom zagueiro tem de impor o medo nos atacantes só pelo olhar não é seguida pelo palmeirense Henrique, de Marechal Cândido Rondon, que foi convocado para a Seleção Brasileira. Com a voz tranquila, o jogador brincou ao dizer que não precisa de cara de mau para se dar bem nos confrontos. “Acho que vou fazer uma cicatriz”, riu o zagueiro, questionado por um jornalista se tem rosto de príncipe. “Dentro de campo, não é a cara que intimida, é o futebol do jogador”, completou.

Titular absoluto do Palmeiras desde que retornou ao clube, no início de agosto, Henrique não precisou de muito tempo para ser lembrado também na Seleção Brasileira. Único alviverde convocado por Mano Menezes para o amistoso contra a Argentina, o zagueiro sonha em dar sequência na equipe canarinho. “Fico muito feliz em poder voltar à Seleção e levar o Palmeiras comigo. Espero que seja para ficar agora. Eu já estou bem adaptado ao futebol brasileiro e com ritmo de jogo. Eu me sinto 100% e vou melhorar cada vez mais”, comentou.
Henrique já havia sido convocado antes para defender o Brasil, em 2008, quando não foi aproveitado nos amistosos contra Suécia e Canadá (ambas vitórias brasileiras), mas participou da derrota para a Venezuela.
O zagueiro sequer estava acompanhando a convocação de Mano Menezes e recebeu a notícia por telefone. “Quando eu estava chegando em casa, um amigo meu ligou e me deu os parabéns. Eu perguntei o porquê, e ele me disse que tinha sido convocado”, recordou.
O primeiro dos amistosos contra a Argentina será realizado no dia 14, em Córdoba, e contará apenas com jogadores que atuam nos dois países.

TOPO