Ecoville – Maior rede de limpeza
Esportes

Piso temporário deve ser instalado nos próximos dias no Ney Braga

 

Joni Lang/OP

Ferpas estão visíveis em diversos locais da quadra

Principal praça esportiva de Marechal Cândido Rondon, com capacidade para receber cerca de cinco mil pessoas, o Ginásio de Esportes Ney Braga está com a sua quadra multiuso interditada devido às condições a qual se encontra. O Ney Braga é considerado um dos maiores e mais modernos ginásios do Estado do Paraná. No início do ano representantes da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer, prefeitura, do Corpo de Bombeiros e da Copagril vistoriaram o ginásio e optaram para que o local fosse palco apenas de treinos físicos, uma vez que a quadra apresentava inúmeras imperfeições, entre elas ferpas, pedaços do piso soltos ou fixados com parafusos.

O caso é que a quadra utilizada permanece a mesma desde a reinauguração do ginásio, ocorrida no ano de 2009. O ginásio é palco de treinos e disputas nas mais diversas modalidades, entre elas futebol de salão, handebol e vôlei, sendo que nesta última inclusive sediou amistoso pela Superliga Feminina de Vôlei. O maior destaque está por conta da Copagril/Sempre Vida/Sicredi/Marechal Cândido Rondon, cuja equipe compete na Liga Nacional de Futsal (LNF) e no Campeonato Paranaense Série Ouro.

Casa do eletricista PRESSURIZADORES

Alternativa

A Copagril, por intermédio da Associação Atlética e Cultural Copagril (AACC), trabalha com o objetivo de encontrar uma alternativa para que um piso seja locado de forma temporária. Caso isto se confirme, os atletas não precisariam mais se deslocar ao município de Quatro Pontes para treinar, uma vez que poderiam utilizar o ginásio rondonense para atividades com bola e partidas oficiais ao longo deste ano.

Assim sendo, o governo municipal deve providenciar um processo licitatório para que a quadra atual seja substituída por completo, cuja reforma tende a acontecer entre o fim deste ano e o início de 2018, oportunizando que as disputas da próxima temporada sejam realizadas no Ginásio Ney Braga desde o seu início.

Levantamentos

O secretário municipal de Esportes e Lazer, Cristiano Metzner (Suko), menciona que em um primeiro momento ele e o prefeito Marcio Rauber analisaram as condições da quadra, constatando que havia necessidade de fazer algo. Começamos a levantar informações para encaminhar o processo licitatório da troca da quadra. Várias atividades são desenvolvidas no ginásio, como jogos da Copagril e ações da Secretaria de Esportes em diversas modalidades, expõe, lembrando que o espaço também está disponível e é utilizado pela população para futsal, handebol e vôlei.

O calendário é extenso e a gente precisa ter urgência, além do mais o trâmite foi iniciado e há um prazo que deve ser cumprido, enaltece Suko. Ele acrescenta que a probabilidade é de que a licitação corra durante este ano e que a substituição do piso aconteça no período no qual não há mais competições oficiais, possibilitando que a reforma não interfira no calendário esportivo.

A quadra do ginásio necessita de diversas intervenções, a considerar que as ferpas estão visíveis, além de pontos com rachaduras, madeiras fixadas com parafusos e pontos cobertos com fitas adesivas. Com os bombeiros nós analisamos e então definimos que era preciso interditar a quadra pensando na segurança dos praticantes de esportes para não oferecer riscos de lesão ou ferimentos mais graves. Achamos como bem o treino com bola ser impedido para evitar outras situações desagradáveis, mantendo os treinos físicos no local, expõe o secretário de Esportes.

Locação de quadra

O presidente da AACC – mantenedora da Copagril Futsal -, Jaime Vilani, ressalta que a Copagril trabalha com a possibilidade de encontrar uma alternativa para resolver o problema. Como teve uma comissão mista que avaliou a situação da quadra e achou por bem definir que não seria viável fazer a reforma neste momento, devido à parte burocrática que é demorada, a Copagril busca alternativa para alugar um piso para colocar sobre a quadra existente. Assim a gente poderia sediar os jogos em casa ao longo do ano, menciona. Vilani comenta que durante este período a prefeitura pode organizar a licitação com tempo hábil e instalar uma nova quadra que seja utilizada a partir da próxima temporada.

Nós trabalhamos para que isso aconteça o mais breve possível (a locação de uma quadra temporária). É difícil precisar se acontecerá nesta ou na próxima semana, porém o nosso esforço é para que nos próximos dias consigamos trazer e instalar este piso, diz. Neste caso nos próximos dias a equipe rondonense voltaria a treinar com bola no Ginásio Ney Braga. Vilani lembra que o ginásio reserva para a Liga Nacional é o Alcides Pan, na vizinha cidade de Toledo, enquanto o Ginásio Clarindo Bortolon, da Vila Gaúcha, está apto a receber partidas do Campeonato Paranaense Série Ouro.

Acreditamos que até lá já teremos acertada esta questão da quadra para os jogos voltarem ao Ginásio Ney Braga, destaca.

Dessa forma, segundo ele, serão poucos os dias em que a torcida rondonense precisará se deslocar às cidades vizinhas para prestigiar e acompanhar a equipe da Copagril.

Próximo compromisso

Com folga na competição estadual e nacional, a Copagril Futsal se concentra nesta semana nos treinamentos. O próximo compromisso será no dia 12, diante do Guarapuava, na casa do adversário, pelo Campeonato Paranaense Série Ouro.

TOPO