Ford Ranger e Ecosport Set/2020
Copagril – Compras no Site
Esportes

São Paulo melhora, mas ainda tem sete pontos a conquistar

A torcida do São Paulo pode se empolgar quando vê o time engatar, enfim, sua segunda dobradinha no Campeonato Brasileiro, o que aconteceu com o 2 a 1 sobre o Santos, sábado (28), no Pacaembu.

Afinal de contas, para uma equipe que, de 31 rodadas, frequentou o Z-4 em 14, estar há quatro fora dele – e em nítida ascensão técnica – representa um fôlego e tanto.

Casa do Eletricista – TORNEIRA PINGANDO

Mas o gráfico (abaixo) merece ser estampado na parede do vestiário do CT da Barra Funda e de lá só ser tirado caso, no dia 3 de dezembro, o São Paulo esteja garantido na elite para 2018. Mostra, jogo a jogo, a posição do Tricolor no campeonato. É um triste retrato da campanha vexatória desta temporada.

Pode-se, em um ano com pinta de ver o tradicional G-4 se transformar em G-9, sonhar com prêmio mais honroso do que simplesmente se livrar da queda? Sim, afinal, com essas duas vitórias, o Tricolor está muio mais perto da briga de cima do que da pancadaria lá embaixo.

Porém, com 40 pontos, o campeonato do São Paulo ainda é outro, e Dorival Júnior foi muito bem na entrevista pós-clássico, quando disse que a sua equipe não pode se dar ao luxo de relaxar.

O matemático Tristão Garcia diz que 47 será o número mágico de quem quiser escapar do funil rumo à Série B com 100% de certeza. Na história dos pontos corridos com 20 clubes, nunca uma equipe que contabilizou ao menos 46 pontos caiu. Ao São Paulo, restam sete jogos, ou seja, 21 pontos em disputa.

A qualidade apresentada nas duas últimas partidas, a tabela com três jogos como mandante, o próximo compromisso ser diante do lanterna… Tudo isso pode fazer os tricolores pensarem grande. Calma. Antes disso, o São Paulo precisa adicionar sete pontos à sua trajetória. Este ainda é o campeonato em disputa por Dorival e companhia.

 

Reprodução/Globo Esporte

 

Globo Esporte

TOPO