Geral Segurança da informação

Especialistas mostram a colaboradores da Itaipu e PTI como se prevenir de ataques cibernéticos

Com o lema "Sua atitude faz toda a diferença" foi aberta na segunda-feira (03) a 1ª Semana de Segurança da Informação da Itaipu (SeInforma18) (Foto: Kiko Sierich/PTI)

Com o lema “Sua atitude faz toda a diferença” foi aberta na segunda-feira (03) a 1ª Semana de Segurança da Informação da Itaipu (SeInforma18), no Cineteatro dos Barrageiros do Parque Tecnológico Itaipu (PTI). O evento pretende mostra que cuidados simples, como verificar o antivírus de pendrives, não abrir links de e-mails desconhecidos e até mesmo não largar o crachá da empresa em qualquer lugar, podem ajudar a proteger informações pessoais e profissionais dos colaboradores da Itaipu e do PTI.

Na programação do evento, que segue até sexta-feira (07), estão palestras de especialistas na área, com temas como segurança da informação no dia a dia do trabalho e dos lares, comportamento de malware e defesa contra ataques cibernéticos em sistemas de automação industrial. Uma vez que especialistas apontam que o principal risco não são os hackers, mas a postura dos usuários, o SeInforma18 pretende garantir aos colaboradores o conhecimento das “armadilhas de rede”.

Todos os colaboradores da Itaipu – margens brasileira e paraguaia – e do PTI foram convidados para o evento. O diretor geral brasileiro da usina, Marcos Stamm, destacou que a informação na binacional é mais estratégica e deve ter cuidados dobrados. “Quando colocamos a informação da Itaipu, mais do que uma informação normal, mas do que qualquer informação em pauta, temos que ter a responsabilidade de essa informação é dotada de uma soberania de dois países”, destaca.

O diretor superintendente do PTI, Jorge Augusto Callado, reforçou que a SeInforma18 dá início a um processo de mudança de cultura em relação à segurança da informação e que, após esta semana, é importante implementar as práticas de prevenção nos locais de trabalho. “Ao mesmo tempo em que as tecnologias evoluem de uma forma muito rápida, aqueles com intenções não muito corretas também evoluem para ter esses dados estratégicos,  e nem sempre utilizá-los em prol da nossa sociedade”, afirmou, ressaltando a importância do evento.

“Não adianta termos a melhor tecnologia, os melhores antivírus e os melhores softwares se a cultura organizacional não estiver voltada para uma postura de segurança”, afirmou o coordenador do Comitê de Segurança da Informação em Tecnologia de Informação e Comunicação da Itaipu, Nélson Machado.

 

Dia Internacional da Segurança em Informática 

A realização do evento na primeira semana de dezembro não é por acaso. Em 30 de novembro é lembrado o Dia Internacional da Segurança em Informática (Disi). A medida incentiva empresas e órgãos públicos a definirem em seu calendário de eventos palestras relacionados ao tema, visando o compartilhamento de conhecimentos e experiências. O objetivo é ampliar o conhecimento sobre a importância da adoção de práticas seguras e de como se proteger dos principais riscos e ameaças expostos na internet.

A programação completa do SeInforma18 está disponível no endereço https://pti.org.br/seinforma18.

 

Com assessoria

TOPO