Brincando na Praça 2019
Geral

Pesquisa revela dados alarmantes sobre professores

Foto: Divulgação

Quase 30% dos trabalhadores da rede p uacute;blica de ensino se ausentaram do trabalho em raz atilde;o de problema de sa uacute;de no primeiro semestre deste ano. O iacute;ndice faz parte de dados pr eacute;vios que resultaram de um levantamento realizado pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educa ccedil; atilde;o P uacute;blica do Paran aacute; (APP-Sindicato), e que revelam n uacute;meros alarmantes sobre a sa uacute;de de professores e funcion aacute;rios. Conforme o secret aacute;rio de Sa uacute;de e Previd ecirc;ncia da APP-Sindicato, Idemar Beki (foto), o quadro se deve agrave;s atuais condi ccedil; otilde;es de trabalho, em especial salas superlotadas e carga hor aacute;ria excessiva. ldquo;H aacute; professores que trabalham no per iacute;odo da manh atilde;, tarde e agrave; noite para poder se manter rdquo;, comenta o l iacute;der sindical. As dificuldades poderiam ser amenizadas, segundo ele, com o aumento da hora atividade de 20% para 50%, bem como com a implanta ccedil; atilde;o do piso salarial nacional.

LEIA MAT Eacute;RIA COMPLETA NA VERS Atilde;O IMPRESSA

Casa do Eletricista ESCAVAÇÕES
TOPO