Copagril
Geral

Produtores têm até segunda para comprovar vacinação

Bovinocultores de todo o Estado t ecirc;m prazo somente at eacute; segunda-feira (31) para fazer a comprova ccedil; atilde;o de imuniza ccedil; atilde;o dos animais contra a febre aftosa.
De acordo com a m eacute;dica veterin aacute;ria do escrit oacute;rio local da Secretaria de Estado da Agricultura e Abastecimento (Seab) em Marechal C acirc;ndido Rondon, Miriam Br uuml;ggemann, ap oacute;s encerrado o prazo, os produtores rurais estar atilde;o sujeitos a um termo de ocorr ecirc;ncia ou ent atilde;o um auto de infra ccedil; atilde;o (no caso de reincid ecirc;ncia). ldquo;Al eacute;m disso, pretendemos fazer uma opera ccedil; atilde;o pente-fino em parceria com os latic iacute;nios do munic iacute;pio. Assim, o produtor que n atilde;o fazer a imuniza ccedil; atilde;o do rebanho ficar aacute; proibido de entregar leite nas empresas rdquo;, enfatiza.
nbsp;
Ritmo
Por outro lado, Miriam menciona que at eacute; a tarde de ontem (28), o fluxo de vacina ccedil; atilde;o e comprova ccedil; atilde;o era considerado dentro da normalidade. ldquo;Houve um maior movimento ap oacute;s a libera ccedil; atilde;o do cheque do leite. Estamos processando as informa ccedil; otilde;es, mas eacute; poss iacute;vel constatar que aproximadamente 60% dos animais j aacute; foram imunizados rdquo;, observa.
Conforme a profissional, a meta no munic iacute;pio de Marechal Rondon eacute; alcan ccedil;ar cobertura vacinal de 100% dos cerca de 24 mil animais.
Enquanto em alguns munic iacute;pios maiores da regi atilde;o Oeste paranaense alguns profissionais do setor chegaram a constatar a possibilidade de vir a faltar vacina, na microrregi atilde;o de Marechal Rondon o problema n atilde;o foi constatado. ldquo;Para evitar este acontecimento, indicamos aos produtores que possuem menos de dez animais a fazerem a compra da vacina em conjunto com algum vizinho, para evitar sobra e desperd iacute;cio rdquo;, exp otilde;e Miriam.

Livre
A uacute;ltima campanha de imuniza ccedil; atilde;o do rebanho no Estado do Paran aacute; teve in iacute;cio no dia 1 ordm; de maio. Est atilde;o recebendo a dose bovinos e bubalinos com at eacute; 24 meses de idade. Em todo o Paran aacute;, cerca de 4,6 milh otilde;es de animais devem ser imunizados.
Ap oacute;s a conclus atilde;o da campanha, segundo Miriam, equipes da Seab dever atilde;o realizar o trabalho de fiscaliza ccedil; atilde;o em propriedades.
A inten ccedil; atilde;o do governo estadual e da Seab eacute; que o Paran aacute; possa ser reconhecido como aacute;rea livre da doen ccedil;a, sem vacina ccedil; atilde;o. Para isso, ser aacute; necess aacute;rio implantar um novo sistema de vigil acirc;ncia e controle de tr acirc;nsito de animais.

Casa do Eletricista folha LORENZETTI

lt;galeria / gt;

TOPO