Geral

“Se definição não sair até hoje, Osmar disputa o governo”

Indicado para ocupar a vaga de vice-presidente na chapa tucana, o senador Alvaro Dias (PSDB-PR) afirmou que para a homologa ccedil; atilde;o de seu nome ldquo;s oacute; falta o DEM concordar rdquo;. Ele disse considerar naturais as resist ecirc;ncias do DEM a sua escolha, mas alertou que caso sua candidatura agrave; vice-presid ecirc;ncia n atilde;o seja homologada at eacute; hoje (30), como determina a legisla ccedil; atilde;o, seu irm atilde;o e senador Osmar Dias (PDT) vai disputar o Governo do Paran aacute;.
Um dos objetivos da indica ccedil; atilde;o de Alvaro Dias foi retirar Osmar da corrida estadual paranaense, o que dever aacute; criar dificuldades no Estado para a candidata do PT agrave; Presid ecirc;ncia, Dilma Rousseff. Questionado se a liga ccedil; atilde;o entre sua indica ccedil; atilde;o a vice-presidente e a retirada da candidatura de seu irm atilde;o ao governo paranaense n atilde;o seria uma chantagem, Alvaro afirmou que n atilde;o existe essa vincula ccedil; atilde;o. ldquo;O senador S eacute;rgio Guerra (presidente nacional do PSDB) deixou isso muito claro. N atilde;o era uma decis atilde;o do Paran aacute;, e sim uma decis atilde;o nacional. N atilde;o h aacute; essa vincula ccedil; atilde;o. Nem eles colocaram isso como exig ecirc;ncia, nem isso foi recebido de nossa parte dessa forma. Sempre estivemos juntos rdquo;.
Sobre sua poss iacute;vel atua ccedil; atilde;o como vice-presidente, Alvaro nbsp; disse que ser aacute; um colaborador ldquo;fiel e leal rdquo;, ldquo;um coadjuvante obediente rdquo;.

Impasse
O senador disse ontem (29) que o impasse com o principal aliado, o DEM, n atilde;o eacute; em rela ccedil; atilde;o a seu nome. ldquo;Trata-se de uma postula ccedil; atilde;o anterior, postula ccedil; atilde;o que eacute; leg iacute;tima rdquo;, disse, lembrando que o DEM indicou os vices de Fernando Henrique Cardoso (1994 e 1998) e de Geraldo Alckmin (2006).
Dias repetiu que ele apenas aceitou uma convoca ccedil; atilde;o quando foi chamado para ser vice na chapa encabe ccedil;ada pelo presidenci aacute;vel tucano Jos eacute; Serra. Perguntado se retiraria seu nome, insistiu que foi chamado para ldquo;atender a uma miss atilde;o rdquo;.
O senador se recusou a falar em uma possibilidade de substitui ccedil; atilde;o de seu nome. ldquo;N atilde;o falo sobre hip oacute;tese rdquo;. Ele negou que tenha dado declara ccedil; otilde;es com cr iacute;ticas ao DEM e se referindo ao partido aliado como ldquo;partido dos mensaleiros rdquo;. ldquo;Eu nunca disse isso. N atilde;o existe. Eu, inclusive, fui agrave; tribuna tr ecirc;s vezes na eacute;poca da crise do Distrito Federal elogiar o partido, que agiu r aacute;pido rdquo;, disse.

Casa do Eletricista – TORNEIRAS ELÉTRICAS
TOPO