Copagril
Geral

Unila define cursos de graduação para o 2º semestre

Seis cursos de bacharelado v atilde;o inaugurar o primeiro semestre letivo de gradua ccedil; atilde;o. Ser atilde;o abertas 300 vagas, metade para brasileiros, metade para estudantes de pa iacute;ses do Mercosul. Em 2011, lista de cursos e n uacute;mero de vagas ser atilde;o ampliados.
A Universidade Federal da Integra ccedil; atilde;o Latino-Americana (Unila) definiu a lista dos cursos de gradua ccedil; atilde;o que ser atilde;o oferecidos pela institui ccedil; atilde;o em seu primeiro semestre letivo. A decis atilde;o aconteceu ap oacute;s reuni atilde;o do Conselho Diretivo da universidade, na uacute;ltima quarta-feira (12). As aulas come ccedil;ar atilde;o em agosto, na sede provis oacute;ria da Unila, no Parque Tecnol oacute;gico Itaipu (PTI), em Foz do Igua ccedil;u (PR).
Segundo o reitor da Unila, H eacute;lgio Trindade, a rela ccedil; atilde;o dos primeiros cursos eacute; deliberadamente pequena, por eacute;m diversificada, contemplando diferentes aacute;reas do conhecimento. V atilde;o inaugurar as aulas de gradua ccedil; atilde;o da Unila os cursos de bacharelado em Rela ccedil; otilde;es Internacionais e Integra ccedil; atilde;o (tarde); Ci ecirc;ncias Biol oacute;gicas: Ecologia e Biodiversidade (manh atilde;); Economia, Integra ccedil; atilde;o e Desenvolvimento (noite); Sociedade, Estado e Pol iacute;tica na Am eacute;rica Latina (tarde); Engenharia Ambiental de Energias Renov aacute;veis (manh atilde;); e Engenharia Civil de Infraestrutura (manh atilde;).
Para cada curso ser atilde;o abertas 50 vagas, totalizando 300 alunos para o segundo semestre de 2010 – metade brasileiros, metade de outros pa iacute;ses do Mercosul. Para o primeiro semestre de 2011 ser atilde;o oferecidos mais 13 cursos de gradua ccedil; atilde;o, com a abertura de outras 1,7 mil vagas para estudantes da Am eacute;rica Latina. ldquo;A partir do novo Exame Nacional do Ensino M eacute;dio (Enem), previsto para novembro de 2010, teremos uma oferta de 19 cursos para dois mil alunos, de acordo com o planejado para 2011 rdquo;, afirma Trindade.
Quando for conclu iacute;da a sede pr oacute;pria da Unila, a institui ccedil; atilde;o ter aacute; condi ccedil; otilde;es de atender dez mil alunos.
O n uacute;mero reduzido de vagas para 2010 tem duas justificativas. ldquo;Fizemos essa op ccedil; atilde;o primeiro porque o segundo semestre n atilde;o eacute; o melhor momento para selecionar alunos, tendo em vista que muitos j aacute; se matricularam em outras institui ccedil; otilde;es no in iacute;cio do ano rdquo;, ressalta. ldquo;Al eacute;m disso, j aacute; que esta eacute; uma universidade nova, queremos fazer uma lsquo;experi ecirc;ncia rsquo; com um n uacute;mero menor de estudantes rdquo;, diz o reitor.
A escolha dos cursos aconteceu em fun ccedil; atilde;o do ldquo;perfil da universidade rdquo;. ldquo;Focamos cursos com voca ccedil; atilde;o para a problem aacute;tica da integra ccedil; atilde;o latino-americana e que cobrem todos os campos acad ecirc;micos, revelando o car aacute;ter global e integrador da universidade rdquo;, explica Trindade. ldquo;Buscamos o que a Am eacute;rica Latina mais valoriza, e n atilde;o a repeti ccedil; atilde;o do que se v ecirc; por a iacute; rdquo;, ressalta. ldquo; Eacute; uma miss atilde;o diferente das convencionais, o que faz da Unila uma institui ccedil; atilde;o uacute;nica rdquo;, diz.

Como se candidatar
Os brasileiros que pretendem se candidatar a uma das 300 vagas do primeiro processo seletivo de estudantes da Unila dever atilde;o se registrar no Sistema de Sele ccedil; atilde;o Unificada (Sisu), que considera apenas a nota do Enem para o ingresso em universidades federais. O Sisu abrir aacute; inscri ccedil; otilde;es no per iacute;odo de 10 a 14 de junho, apenas pela internet. Segundo o Minist eacute;rio da Educa ccedil; atilde;o (MEC), o resultado do Sisu deve ser divulgado no dia 17 de junho. As matr iacute;culas devem ser feitas nos dias 21 e 22 do mesmo m ecirc;s. Poder atilde;o se inscrever quem fez a prova do Enem em 2009.
A op ccedil; atilde;o pelo Enem como crit eacute;rio de sele ccedil; atilde;o aconteceu por duas raz otilde;es. ldquo;Acreditamos que o mais importante n atilde;o eacute; o ac uacute;mulo de conhecimentos memorizado em col eacute;gios especializados em treinar para o vestibular, mas fazer com que os alunos revelem conhecimentos b aacute;sicos e aptid atilde;o para o tipo de ensino superior que exige capacidade de compreens atilde;o e pensamento complexo, o que eacute; medido por exames como Enem rdquo;, justifica.
ldquo;O segundo motivo eacute; que o Enem representa a abertura para uma nova concep ccedil; atilde;o de sele ccedil; atilde;o, pois, fora do Brasil, na Am eacute;rica Latina n atilde;o h aacute; aplica ccedil; atilde;o de vestibulares rdquo;, explica o reitor. ldquo; Eacute; importante lembrar que qualquer pessoa que tenha conclu iacute;do o ensino m eacute;dio pode fazer o Enem, inclusive aquelas que pararam de estudar antes do come ccedil;o da aplica ccedil; atilde;o do exame rdquo;, ressalta Trindade.

Casa do Eletricista ESCAVAÇÕES

Alunos estrangeiros
Para o segundo semestre de 2010, s oacute; ser atilde;o chamados alunos dos demais pa iacute;ses do Mercosul (Argentina, Paraguai e Uruguai) al eacute;m do Brasil. ldquo;Diante do prazo extremamente curto para a sele ccedil; atilde;o dos alunos estrangeiros nos seis cursos de 2010, nos restringimos, nesse momento, a este pa iacute;ses, para, depois, ampliarmos o recrutamento para toda a Am eacute;rica Latina rdquo;, afirma Trindade.
A sele ccedil; atilde;o desses estudantes, segundo Trindade, vai ocorrer conforme o rendimento escolar. ldquo;Adotaremos, em acordo com os minist eacute;rios de Educa ccedil; atilde;o desses pa iacute;ses, uma convocat oacute;ria de alunos que ser atilde;o selecionados segundo seus desempenhos no ensino m eacute;dio, conforme as diferentes aacute;reas de conhecimento dos cursos ou carreiras oferecidas rdquo;.

O apoio de Itaipu
O presidente Lula sancionou, no dia 12 de janeiro, o projeto de lei 2.878/2008, que determinou a cria ccedil; atilde;o da Unila. A Itaipu apoiou este projeto desde o in iacute;cio. Al eacute;m de doar o terreno de 38,9 hectares para o futuro campus, em aacute;rea adjacente agrave; usina, ela ainda arcou com a reforma dos dois blocos que abrigam a sede provis oacute;ria, no PTI, bancou o projeto arquitet ocirc;nico e apoiou diversas atividades, como semin aacute;rios, c aacute;tedras e cursos de especializa ccedil; atilde;o.
A experi ecirc;ncia de profissionais da Itaipu tamb eacute;m eacute; utilizada em favor da Unila. O andamento do projeto executivo da obra da sede pr oacute;pria eacute; acompanhado por engenheiros da Diretoria T eacute;cnica. O processo licitat oacute;rio para a contrata ccedil; atilde;o das empresas respons aacute;veis pela primeira fase da obra eacute; coordenado por profissionais da Diretoria Financeira.

TOPO