Marechal Assembleia de hoje

Alcino Biesdorf encabeça chapa para eleição na Cercar

Candidato à presidência da Cercar, Alcino Biesdorf: “O mercado está saturado e não é possível, neste momento, projetar investimentos com valores elevados sem existir perspectiva de retorno, isso porque o quadro social quer ver resultados” (Foto: Joni Lang/OP)

 

Está agendada para as 14 horas desta quinta-feira (28), no pavilhão da Comunidade Evangélica Martin Luther, em Marechal Cândido Rondon, assembleia geral ordinária da Cooperativa de Eletrificação e Desenvolvimento Econômico (Cercar).

Na assembleia serão tratados inúmeros assuntos, a exemplo da prestação de contas mediante apresentação do relatório da gestão, demonstrações contábeis, parecer das auditorias externas e do Conselho Fiscal, plano de atividades e previsão orçamentária.

Casa do Eletricista – Clorador Agosto

O presidente da cooperativa, Alcino Biesdorf, diz que também serão definidos o destino das sobras, bem como eleição e posse da diretoria ao exercício 2019/2022, eleição e posse do Conselho Fiscal 2019, fixação da remuneração dos diretores executivos e da cédula de presença dos conselhos de Administração e Fiscal, dentre outros.

Biesdorf encabeça chapa visando sua reeleição a presidente da Cercar. “Hoje a cooperativa soma em torno de 1,8 mil associados, a grande maioria em Marechal Rondon e outros residentes nos municípios de Mercedes, Pato Bragado e Quatro Pontes. Com acréscimo de aproximadamente 20%, o faturamento da Cercar alcançou R$ 70 milhões no último ano, portanto também será tratado o destino das sobras”, comenta.

Presidente da cooperativa há vários anos e novamente candidato à reeleição, Biesdorf salienta que a nova diretoria a ser eleita tende a dar continuidade aos trabalhos desenvolvidos. “O mercado está saturado e não é possível, neste momento, projetar investimentos com valores elevados sem existir perspectiva de retorno, isso porque o quadro social quer ver resultados. Vamos aguardar os rumos da economia brasileira neste e nos próximos anos para investir recursos em um negócio e período favoráveis”, enaltece.

 

USINA

Em março de 2015 a Cercar inaugurou a Pequena Central Hidrelétrica (PCH) Moinho nas proximidades do Moinho Henke, no distrito rondonense de Novo Três Passos. A cooperativa possui outro projeto já elaborado para construir e colocar em operação uma segunda usina, porém, conforme Biesdorf, há um impasse entre alguns produtores envolvendo a indenização por duas áreas. “Falta concluir a negociação com alguns proprietários, o que acreditamos conseguir reverter em pouco tempo para construir a segunda usina”, expõe o presidente.

Além disso, ele também comenta que a Cercar, por intermédio da Organização das Cooperativas do Estado do Paraná (Ocepar), pleiteia audiência com a direção da Copel em nível de Estado com a finalidade de debater alternativas em relação à manutenção preventiva das redes de energia elétrica instaladas no interior na região adjacente a Marechal Rondon. “As redes estão sucateadas, sem possuir equipes para manutenção preventiva. As redes de alta tensão, que pertencem à Copel, são precárias”, enaltece.

 

CHAPA INSCRITA

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Diretor-presidente Alcino Biesdorf

Diretor vice-presidente Celso Prediger

Diretor-secretário Adilio Dupont

Diretor efetivo Celso Kipper

Diretor efetivo Gelso Kroessin

Diretor efetivo Guilherme Ari Lampert

Diretor suplente Romeu Hepp

Diretor suplente Tarcísio Afonso Goerck

Diretor suplente Iomar Bauermann

 

CONSELHO FISCAL

EFETIVOS

Manfredo Hansen

Darci Obermeier

Waldir Schimitz

SUPLENTES

Ervino Krause

Erno Duncke

Valdemar Luiz Schaefer

 

O Presente

TOPO