Marechal Situação contábil da prefeitura

Marechal Rondon teve superávit de R$ 39,6 milhões em 2018, afirma prefeito

Prefeito de Marechal Rondon, Marcio Rauber: "A comunidade rondonense, como um todo, tem demonstrado, sempre, sua disposição ao trabalho. É este ambiente que nos permite avançar" (Foto: Divulgação)

Em mensagem encaminhada à Câmara de Vereadores e lida ontem (04), na abertura dos trabalhos legislativos, o prefeito Marcio Rauber afirma que Marechal Cândido Rondon vive “em clima de otimismo e de desenvolvimento”.
Conforme o chefe do Poder Executivo, “a classe empresarial tem dado ótimos exemplos de confiança, investindo, gerando divisas e novos postos de trabalho. A comunidade rondonense, como um todo, tem demonstrado, sempre, sua disposição ao trabalho. É este ambiente que nos permite avançar. E os avanços por parte do governo municipal são inegáveis”.
Na mensagem e exposição de motivos 01/2019, além de serem elencados os principais investimentos feitos pela atual administração, é apresentada síntese contábil da prefeitura, que teve no ano passado um superávit de R$ 39.624.426,26.
Segundo o prefeito, o atraso no repasse dos royalties de Itaipu inflou esse valor, já que os repasses da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) cessaram em outubro, por insuficiência orçamentária da União, o que obrigou o governo municipal a reduzir gastos. Porém, no final de 2018 ocorreu o repasse das parcelas em atraso, que somaram R$ 5.938.987,93.
Outra parte do valor que compõe o superávit é de recursos vinculados e restritos a uso, como convênios ou transferências “fundo a fundo” recebidas pelo município, com destino certo e inalterável.
Dos demais recursos do superávit, explica o prefeito, alguns podem ser utilizados de forma livre ou, mesmo que vinculados, podem ser gastos a critério da administração. Desse tipo de recurso, a administração teve um superávit de R$ 30 milhões.
No entanto, deduz-se deste valor custos com obras ou serviços já contratados em 2018 e que têm continuidade neste ano, além de outros projetos previstos para o atual exercício, no valor aproximado de R$ 20 milhões.
Como um dos pontos positivos de seu governo, o prefeito destacou a redução de compras diretas feitas pela prefeitura. Em 2018, compras nesta modalidade chegaram a R$ 1.767.014,97, uma redução de 80% no comparativo com 2016, quando o valor total foi de R$ 10.171.825,77. “Priorizamos os processos licitatórios, sempre pelo menor preço, inclusive com transmissões ao vivo, via internet, desde o mês de novembro último”, informa Marcio Rauber.
No encerramento da mensagem, o prefeito diz reconhecer o “importante papel do Poder Legislativo, analisando, fiscalizando e aprovando matérias de interesse da comunidade”, além de afirmar que deseja “continuar contando com a parceria dos nobres vereadores, garantindo a lisura e a transparência e preservando a independência entre os poderes”.

 

(Assessoria)

TOPO