Fale com a gente

Marechal Trânsito

Passados 45 dias da mudança, binários apresentam resultados positivos em Marechal Rondon

Publicado

em

(Foto: Divulgação)

Quarenta e cinco dias depois de implantadas mudanças no trânsito de Marechal Cândido Rondon, os novos sentidos das vias no centro da cidade ainda geram burburinhos entre os usuários. Se por um lado alguns aprovam as adequações, outros ainda têm um pé atrás com a novidade. Alguns desavisados, inclusive, invadem vias na contramão.

Na avaliação do secretário de Mobilidade, Welyngton Alves da Rosa, a adoção dos binários nas ruas Santa Catarina e Paraná já surte resultados positivos. “Diminuiu o número de acidentes e os elogios estão chegando à Secretaria de Mobilidade. Observamos que os descuidos praticados por alguns motoristas já são bem menores”, afirma.

Segundo ele, somente no começo da execução da obra houve acidentes nos locais. “Infelizmente, verificou-se um grande descuido por parte de alguns motoristas que não observavam, às vezes, a ausência de uma faixa de pedestre e acabavam por invadir uma rua preferencial”, expõe.

Com a mudança, a Rua Santa Catarina tornou-se mão única no sentido bairro-centro e a Rua Paraná tornou-se mão única no sentido centro-bairro, ambas no trecho entre as ruas Dom João VI e Cabral.

Mudanças foram implantadas há cerca de 45 dias (Foto: Divulgação)

 

Outros binários em estudo

As ruas Dom João VI e Sete de Setembro também estão na mira para se tornarem binários em Marechal Rondon. Contudo, o secretário de Mobilidade diz que o assunto ainda está sendo deliberado. “Está em fase de projetos e estudos, sem previsão de datas para serem implantados”, informa, acrescentando: “O planejamento da Secretaria de Mobilidade sempre tenta ser o mais ameno possível, procurando trazer segurança a todos. Nada será realizado sem estudos, discussões e um amplo debate junto ao Conselho Executivo de Trânsito (Coetran)”, frisa.

 

280 quadras revitalizadas

Ao O Presente, ele enaltece que a malha viária rondonense tem passado por um grande trabalho de revitalização. “Serão 280 quadras totalmente restauradas, inclusive com pintura de termoplástico, que é um material de melhor qualidade e durabilidade. Isso vai aumentar e muito a segurança de todos”, considera.

Welyngton ressalta que os números demonstram a evolução do trânsito rondonense. “Comparando o período entre 2008 e 2016 e esses cinco primeiros anos do atual governo municipal, estamos com uma diminuição de 72% no índice de acidentes de trânsito e 60% menos mortes em decorrência do trânsito no perímetro urbano de Marechal Rondon”, compara.

Rua Santa Catarina tornou-se mão única no sentido bairro-centro e a Rua Paraná (foto) mão única no sentido centro-bairro (Foto: Divulgação)

Secretário de Mobilidade de Marechal Rondon, Welyngton Alves da Rosa: “Diminuiu o número de acidentes e os elogios estão chegando à Secretaria de Mobilidade. Observamos que os descuidos praticados por alguns motoristas já são bem menores” (Foto: Raquel Ratajczyk/OP)

 

Revitalização da Sete de Setembro deve ficar para depois do período eleitoral

A Rua Sete de Setembro deve ser revitalizada no trecho entre as ruas Alagoas e Natal. As melhorias devem incluir recape, sinalização, implantação de ciclofaixa e adequação de calçadas.

Conforme o secretário de Planejamento, Alisson Ostjen, o projeto da obra está concluído, assim como os documentos complementares. “Fomos autorizados a dar início ao processo licitatório, que está tramitando e com certame marcado para 20 de junho. Com o fim do processo licitatório, a documentação é encaminhada à Caixa Econômica, que faz a análise técnica para o Ministério do Desenvolvimento Regional. A agência envia o parecer dela para o Ministério e somente então o depósito do recurso é feito na conta do convênio. Se o depósito ocorrer até o dia 02 de julho, a obra pode ter sequência normalmente, mas se acontecer depois precisaremos aguardar o fim período eleitoral”, explica.

Na estimativa de Ostjen, provavelmente não dará tempo de iniciar a obra antes do período eleitoral.

Secretário de Planejamento, Alisson Ostjen: “Se o depósito ocorrer até o dia 02 de julho, a obra pode ter sequência normalmente, mas se acontecer depois precisaremos aguardar o fim período eleitoral” (Foto: O Presente)

 

R$ 2,6 milhões

O valor máximo da licitação é R$ 2.676.753,99 e o recurso é proveniente do governo federal, por meio de emenda do deputado federal Giacobbo, por intermédio do prefeito Marcio Rauber, vice-prefeito Ilario (Ila) Hofstaetter e vereadores Valdecir Schons (Paleta) e Rafael Heinrich.

 

 

O Presente

Clique aqui e participe do nosso grupo no WhatsApp

Facebook