Copagril
Marechal

Polícia começa a desmantelar quadrilha envolvida em assaltos com reféns em Marechal Rondon

 

O Presente

Na manhã desta segunda-feira (17) o Batalhão de Polícia Militar de Fronteira (BPFron) realizou uma coletiva de imprensa para esclarecer a onda de assaltos seguida pelo roubo de veículos e com pessoas sendo feitas reféns em Marechal Cândido Rondon.

O caso mais recente aconteceu na final da noite de ontem (16), onde dois rapazes encapuzados e armados entraram em uma residência na Rua Minas Gerais e deram voz de assalto. Os bandidos roubaram uma caminhonete Toyota Hilux, dinheiro e demais pertences. O proprietário do veículo foi levado pelos bandidos até Linha Sanga Mineira, proximidades do portal de entrada da cidade de Mercedes e foi mantido refém por um terceiro envolvido no assalto, enquanto que os outros dois fugiram com a caminhonete em direção à Guaíra.  Pouco tempo depois, a vítima foi libertada e o criminoso fugiu com uma motocicleta.

Casa do Eletricista folha LORENZETTI

Segundo Nairo Cardoso, capitão do BPFron, os policiais montaram um cerco para acompanhar a ação dos bandidos, visto que normalmente após os roubos eles seguiam em direção à Guaíra. Próximo ao Posto Maracaju dos Gaúchos, os militares avistaram a caminhonete Hilux que havia sido roubada, e iniciaram o acompanhamento tático, na rotatória de entrada do município de Guaíra, a caminhonete colidiu contra um veículo Vectra e o condutor foi ejetado do veículo. Os dois assaltantes tiveram ferimentos graves. Um deles, de 19 anos, resultou com traumatismo craniano, enquanto que o outro, de 21 anos, teve fratura na perna.

Com um dos bandidos foi encontrado um revólver calibre 38, produtos do roubo, R$ 569,00 reais em dinheiro e R$ 6.625 bolívares venezuelanos. O terceiro assaltante, que estava com a motocicleta, ainda não foi localizado.

Conforme o capitão, o bandido que sofreu traumatismo craniano está em coma e aguarda vaga para ser transferido para Toledo, enquanto que outro será transferido hoje à tarde para Marechal Rondon.


Onda de assaltos pode ter ligação

O capitão reitera que provavelmente existam mais envolvidos e, por conta disso, os nomes dos assaltantes de ontem à noite não serão divulgados para não atrapalhar o curso das investigações que buscam identificar e localizar os demais integrantes da quadrilha, visto que não está descartada a hipótese de que haja ligação entre esse e os demais assaltos seguidos de roubos de veículos que estão acontecendo com frequência no município e na região.


Investigações continuam

Nairo ainda acredita que, com a ação que está desenvolvida pelo BPFron, poderá ser dada uma resposta às situações de roubos que estão ocorrendo em Marechal Rondon. Os trabalhos estão sendo realizados tanto pelo BPFron quanto pela Polícia Civil de Marechal Cândido Rondon, então nas próximas horas ou dias poderemos ter mais desdobramentos sobre o caso, afirma.

O Presente
Capitão Nairo Cardoso: “Com a ação que está sendodesenvolvida pelo BPFron poderemos, em breve, dar uma resposta às situações de roubos que estão ocorrendo em Marechal Rondon
O Presente
O Presente

TOPO