Municípios Caso polêmico

Laudo indica que cachorro morto em Cascavel teve hemorragia causada por traumatismo craniano; tutor é suspeito de agredir animal até a morte, diz PM

(Foto: Divulgação)

Um laudo preliminar indica que o cachorro morto em Cascavel teve hemorragia causada por traumatismo craniano. O caso aconteceu na noite de segunda-feira (10), e o tutor, um médico, é suspeito de agredir o animal até a morte.

A defesa do médico informou ao g1 que não irá se manifestar sobre o laudo.

Casa do Eletricista VERÃO 2022

A polícia informou que foi chamada após uma mulher dizer que o vizinho estava agredindo o animal, no bairro Cancelli. No local, a denunciante mostrou vídeos do ocorrido. O médico foi preso em flagrante e teve liberdade provisória concedida pela Justiça na quarta-feira (12). Um vídeo mostra o médico tentando reanimar o animal, de acordo com a polícia.

Nied 2022 – Padrão

O laudo
Segundo o médico veterinário Edmilson Freitas, responsável pelo laudo solicitado pela Divisão de Vida Silvestre e Bem estar Animal, da Secretaria de Meio Ambiente de Cascavel, além da hemorragia por traumatismo craniano, foram encontradas outras lesões no animal, como hematomas pelo corpo e fraturas nos dentes.

CombateMax – Normal

“Hematomas subcutâneos em regiões multifocais por toda a extensão corporal, congestão e edema pulmonar, além de ausência e fraturas dentárias de dentes incisivos e caninos”, declarou.

Um laudo definitivo deve sair nos próximos dias, segundo o veterinário.

 

Entenda o caso
Na noite de segunda-feira policiais de Cascavel foram acionados após uma mulher dizer que o vizinho estava agredindo um animal. No local, a denunciante mostrou vídeos do ocorrido.

Os policiais foram até o apartamento do médico, que, segundo a Polícia Militar, confessou que tinha agredido o cachorro. O animal, filhote da raça Spitz Alemão, foi levado até o veterinário, mas chegou ao local morto.

Imagens de câmeras de segurança que constam no processo mostram o médico tentando reanimar o cachorro.

Em depoimento à polícia, o médico afirmou que não agrediu o animal e que bateu no chão. Ele disse ainda que o cachorro teve uma convulsão.

“O estresse foi que ela fez xixi e fui levar ela pra por de castigo e ao pegar ela no colo ela já grita e faz xixi, sozinha, independente de estar brigando ou não. Ela começou a fazer coco e gritar, ai eu fui limpar a bunda dela. Fui colocar ela de castigo e ela continuava lutando, ‘esperneando’ e eu bati no chão com o chinelo. Ela teve um negócio, uma convulsão, meio que desfaleceu assim. Nessa hora eu liguei pra uma veterinária, e eu desci reanimando ela ainda no prédio”, expôs.

O médico foi solto em Cascavel na quarta-feira.

A Polícia Civil investiga o caso.

 

 

Com G1

Clique aqui e participe do nosso grupo no WhatsApp

Grupo Costa Oeste 2021
TOPO