Pref. MCR Novembro Azul.
Paraná

Governo do Estado e universidades definem valores necessários para retomar as atividades

O secretário de Ciências, Tecnologia e Ensino Superior, João Carlos Gomes, apresentou nesta quarta-feira (25) as planilhas com os valores de custeio necessários para começar as atividades letivas nas sete universidades estaduais.

O repasse dos recursos foi assegurado na terça-feira (24) pelo governador Beto Richa em reunião com os reitores das universidades.

Casa do Eletricista folha LORENZETTI

Com o governador e as secretarias da Fazenda e da Casa Civil, nos empenhamos para chegarmos a uma solução no menor tempo possível, destacou Gomes. Mesmo em um momento difícil, em que os ajustes financeiros são necessários para todo o Estado, o governador reafirmou a prioridade que sempre deu às nossas universidades.

VALORES – Os valores atenderão as necessidades de cada universidade. Todas elas fizeram levantamento de suas respectivas receberão o que pediram. A planilha com os valores foi apresentada ao secretário da Fazenda, Mauro Ricardo.

Serão repassados no total R$ 26.934.198,00 para o primeiro trimestre de atividades: R$ 7.821.910,00 para a Universidade Estadual de Londrina (UEL); R$ 6.009.000,00 para a Universidade Estadual de Maringá (UEM); R$ 2.660.846,00 para a Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG); R$ 3.283.417,00 para a Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), R$ 2.221.329,00 para a Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro), R$ 1.699.695,00 para a Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP); e R$ 3.257.001,00 para a Universidade Estadual do Paraná (Unespar).

AGENDAR PAGAMENTOS – A partir de segunda-feira (2), o empenho de despesas estará liberado e as administrações das universidades poderão começar a agendar pagamentos. Na semana passada, o Governo do Estado já havia autorizado os recursos para o pagamento do Pasep no valor de R$ 9 milhões.

Isso mostra o respeito do Governo do Estado com a comunidade acadêmica e entendemos que, com o atendimento às reivindicações, nossas universidades podem retornar às atividades e continuar prestando os serviços de qualidade que sempre ofereceram à comunidade, disse Gomes.

As sete universidades estaduais do Paraná vão receber cerca de 70 mil alunos de graduação, calouros e veteranos no ano letivo de 2015.

HOSPITAIS UNIVERSITÁRIOS – Os ajustes no orçamento não afetaram os repasses para os hospitais universitários, que têm a garantia da liberação dos recursos necessários, mensalmente, para o funcionamento.

Na sexta-feira (20) já haviam sido liberados R$ 2,7 milhões destinados ao custeio dos hospitais da UEL, UEM, UEPG e Unioeste, com sede em Cascavel.

TOPO