Ford Show Rural
Ecoville – Maior rede de limpeza
Paraná

Richa confirma a demolição da cadeia de Cascavel, que já foi esvaziada

 

Arnaldo Alves / ANPr
O governador Beto Richa participa em Cascavel,da inauguração do Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítima de Crime (Nucria) e da demolição simbólica da carceragem da 15ª Subdivisão Policial. Participaram da solenidade: prefeito de Cascavel, Edgar Bueno, o secretário de Segurança, Wagner Mesquita, deputado André Bueno, entre outros

 

O governador Beto Richa confirmou nesta sexta-feira (23) a demolição da carceragem da delegacia de Cascavel, localizada no centro da cidade e que já está esvaziada. O governador esteve no município e, com uma retroescavadeira, deu início simbólico à operação, começando pela derrubada do muro. É uma grande notícia para a cidade de Cascavel, uma ação que atende a uma forte demanda, talvez a maior demanda neste momento, que me foi apresentada no início do ano, disse Richa.

Os 500 presos que estavam no local já foram transferidos para a Penitenciária Estadual de Cascavel (PEC). Essa marretada simbólica significa o fim da carceragem da delegacia, ou seja, de agora em diante não teremos mais o abrigo de detentos nestas instalações, disse Richa. Diante da preocupação e angústia dos cidadãos, que há muitos anos conviviam com este cadeião no centro da cidade, muitas vezes superlotado, abrigando detentos de forma desumana, me sensibilizei e garanti que ainda neste ano faria a transferência, tão logo ficassem prontas as obras de reconstrução da Penitenciária Estadual de Cascavel.

Casa do Eletricista folha LORENZETTI

A Penitenciária Estadual de Piraquara teve 80% de suas instalações destruídas em uma rebelião de presos, em 2014. Nesta semana está sendo finalizada a obra de reforma. Com a conclusão, a PEC volta a atuar com 100% da sua capacidade, abrigando 1.108 detentos. O Departamento Penitenciário do Paraná (Depen) está fazendo remanejamento de pessoal para atender a penitenciária.

A delegacia era um verdadeiro barril de pólvora, afirmou o prefeito de Cascavel, Edgar Bueno. Ela não oferecia tanta segurança, porque era uma obra antiga e corríamos sempre o risco de rebeliões, fugas. Ao lado da delegacia, só atravessar a rua, tem o Colégio Estadual Wilson Jofre. Por todos os lados está cercada por comércio, prédios, residências. Ela estava em um local inadequado, disse ele. Agora vamos fazer uma avaliação do terreno como um todo para ver se é possível implantar um novo projeto que valorize essa região, fazer uma bela praça para a população, disse Bueno.

PRIMEIRO PASSO O secretário da Segurança Pública e Administração Penitenciária, Wagner Mesquita, explicou que existe um programa de investimento de R$ 140 milhões, para 14 unidades prisionais e abertura de sete mil vagas no sistema. Esse é o primeiro passo de vários. Vamos repetir este ato em todas as unidades da Polícia Civil que têm presos. É o tratamento mais adequado, a unidade prisional tem um sistema de segurança melhor, disse o secretário.

PREPARADA O diretor-geral do Depen, delegado Luiz Alberto Cartaxo Moura, lembrou que a reivindicação de Cascavel pela remoção do cadeião é de mais de 30 anos. Entrei na unidade agora para verificar as condições precárias que, felizmente, são deixadas de lado. Lugar de preso é na penitenciária, afirmou Cartaxo.

A Penitenciária Estadual de Cascavel, segundo ele, foi integralmente recuperada, um investimento de quase R$ 2 milhões. Hoje está preparada para receber os presos que lá já estão e ainda temos folga de capacidade que poderá, em breve, atender algumas delegacias da região, disse ele.

OBRAS No evento, o governador destacou que o Governo Estadual destinou para Cascavel mais de R$ 40 milhões para pavimentação asfáltica. Somente na última liberação, foram R$ 15 milhões.

Ele lembrou ainda investimentos no Teatro Municipal, obras do aeroporto, o Centro da Juventude. Na saúde, Richa destacou que todos os hospitais receberam investimentos importantes. Além disso, foi implantado o serviço aeromédico, que atende com um helicóptero, que já fez mais de 900 deslocamentos na região.

PRESENÇAS– Participaram da solenidade o delegado chefe da 15ª Subdivisão Policial de Cascavel, Adriano Chohsi; os deputados estaduais Adelino Ribeiro e Leonaldo Paranhos.

Box 

Cascavel passa a ter um Núcleo de Proteção

da Criança e do Adolescente Vítimas de Crimes

Na mesma solenidade, o governador também inaugurou o Núcleo de Proteção da Criança e do Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria) de Cascavel. Richa afirmou que o governo estadual está em negociação com a prefeitura e a Polícia Federal para ver a possibilidade de construção de uma delegacia cidadã. Uma delegacia para atender a população, uma estrutura mais adequada e funcional, à altura da necessidade da população, disse ele.

O Nucria de Cascavel funcionará em prédio próprio. A estrutura é ampla e com boa localização, permitindo às equipes mais privacidade no atendimento as famílias e também garantir a integridade e a proteção de crianças e adolescentes.

Atualmente os inquéritos policiais referentes aos crimes praticados contra crianças e adolescentes tramitam na Delegacia da Mulher, na 15ª Subdivisão de Cascavel e no 1º Distrito. A criação de uma delegacia especializada irá desafogar tais unidades e dar um atendimento mais particularizado ao público infanto-juvenil. Hoje, aproximadamente 500 inquéritos tramitam em outras unidades.

É mais uma conquista para Cascavel, são poucas cidades do Brasil que tem o Nucria, disse Edgar Bueno. O Paraná conta com Nucria nas cidades de Curitiba, Paranaguá, Ponta Grossa, Foz do Iguaçu e Londrina.

Segundo a delegada responsável pelo Nucria Cascavel, Raisa de Vargas Scariot, o Núcleo representa um avanço. É muito mais que uma delegacia, é um verdadeiro núcleo de proteção, disse ela. O Nucria tem importante papel nas investigações relacionadas à violação de direitos de crianças e adolescentes, como crime sexual ou violência doméstica. É um grande parceiro e também combativo em todos os tipos de crimes contra vítimas nessas fases da vida.

Além dos servidores policiais, a Polícia Civil está buscando parcerias com universidades, a fim de possibilitar que as crianças e adolescentes vítimas de abuso sexual sejam acompanhadas por psicólogos e estudantes de psicologia.

TOPO